Tamanho do texto

Em entrevista à revista Trip, colunista do iGay conta que as suas armas para enfrentar tudo, da falta de água na infância a toda forma de discriminação, são a palavra e o amor

Jean chama para a briga e olha o inimigo no olho
Murillo Meirelles/Divulgação
Jean chama para a briga e olha o inimigo no olho

Jean brigão fala muito - e bem. Isso a gente sabe. É só provocar e o colunista do iGay atira para todos os lados: contra Feliciano, contra a desiguladade de direitos, contra os insultos, contra o fim da perseguição das pessoas pela orientação sexual, a favor do casamento igualitário.

O deputado federal deu entrevista à revista Trip e contou que sua luta começou muito antes de Feliciano. “Desde que me apropriei da palavra, ela tem sido a minha arma nos conflitos em que me envolvi: da luta para escapar da pobreza por meio da educação pública e do trabalho honesto até a luta para me afirmar como figura de prestígio na mídia, passando pelo enfrentamento da homofobia para afirmar, com orgulho, minha orientação sexual.”

Além da palavra, ele cita o amor como outra de suas armas potentes. “Só o amor pode fazer, do inevitável clube da luta que é a vida, um lugar também de felicidade. E a felicidade, já diziam Lennon e McCartney, é uma arma quente.”

VEJA O BATE-PAPO DE JEAN COM A EQUIPE DO IGAY:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.