Tamanho do texto

Participando do programa "Encontro" ao lado dos filhos, a cantora falou sobre a importância política que o seu relacionamento com a jornalista Malu Verçosa ganhou

Um dia após brilhar como estrela principal da Parada do Orgulho Gay de São Paulo, a cantora Daniela Mercury participou nesta segunda-feira (03) do programa "Encontro", apresentado por Fátima Bernardes. Acompanhada dos seus filhos  Gabriel e Giovana Póvoas,   ela falou na atração sobre a decisão de assumir publicamente seu relacionamento com a jornalista Malu Verçosa

Curta a Página do iGay no Facebook

“Eu não liguei pra ninguém, não avisei os meninos (filhos), eles sabiam que eu estava namorando Malu, mas não falei que me casei com ela na França, não queria ficar refém de jornalismo barato”, explica a cantora, dizendo que a esposa também não queria esconder a relação, mesmo sendo uma pessoa discreta. "Liberdade é fundamental pra ela, aí encontramos esse caminho maravilhoso das redes sociais, que é libertador, você toma o caminho pra si”, completou Daniela, que assumiu seu relaciononamento com Malu no Instragram, no último mês de abril.  

Na programa, Giovana revelou a sua reação diante do barulho que o namoro da mãe com Malu causou na imprensa. 

“Pensei, caramba como ela é forte e importante. Fiquei feliz dela levantar esse movimento. Minha mãe sempre foi muito corajosa, e eu tenho muito orgulho disso”, declarou Giovana.  

Gabriel também falou de toda a situação "Nunca é uma surpresa quando você é filho dela. Não foi inesperado porque eu já sabia.  Mas depois as coisas foram se delineando e acabou sendo algo muito importante. Fiquei muito feliz”, afirmou ele, que é músico na banda da mãe.

Numa rede social, Daniela Mercury postou fotos nos bastidores do
Reprodução
Numa rede social, Daniela Mercury postou fotos nos bastidores do "Encontro" ao lado dos filhos

Ao falar mais sobre o casamento, Daniela se emocionou. "Diante dessa iconificação, nós nos tornamos o momento politico do Brasil, de afirmação da diversidade, de direitos dos casais do mesmo sexo”, observou a cantora. 

Ela lembrou que quando trocou alianças com Malu em Paris, justamente no momento em que o casamento gay era alvo de vários protestos na França. 

”Já tinha sido aprovado, mas sempre tem alguém pra reclamar, não é problema deles, não sei porque reclamar. A gente já se sente casada, mas parece que se não for no papel, não vai ser de verdade. Então vamos casar, até pra celebrar", revelou Daniela.

“Ficamos orgulhosas de podermos inspirar tanta gente a se respeitar, a viver abertamente, a viver na luz. Humildemente era só uma comunicação pessoal, sabia que sou uma artista respeitada, que sou uma militante social, que sou uma mulher que tem uma postura politica que sempre me posicionei diante de tudo no Brasil, e a imprensa foi muito importante por colher tudo isso, pra dar seriedade. Como cidadã brasileira,  fiquei muito orgulhosa de viver nesse pais", analisou Daniela, já com lágrimas nos olhos. “Somos a representação do amor, do respeito, da dignidade, e da liberdade que todo cidadão merece, só isso”, pontuou. 

Embaixadora social do UNICEF há 18 anos, Daniela comparou sua atitude a luta racial travada pelo grupo Olodum na década de oitenta. “Canto como nós somos maravilhosos, negros, brasileiros, levantando a autoestima da gente. O Olodum colocou todo mundo na porta da frente, os negros começaram a entrar pela porta da frente dos clubes chiques da Bahia, isso muito há pouco tempo atrás”, concluiu. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.