Tamanho do texto

Desafio aos padrões é proposta dos estudantes da USP em resposta à polêmica que causou um de seus colegas do curso de Moda e Têxtil ter ido de saia à universidade

Não basta ser aluno, tem que participar. Em protesto contra as ofensas que o estudante do curso de Moda e Têxtil da USP Vitor Pereira , 20 anos, sofreu numa rede social por ter ido a uma aula vestindo saia, no dia 24 de abril, os estudantes de várias unidades da USP convocaram para esta quinta-feira (16) uma manifestação em forma de desafio aos padrões vigentes: homens deveriam ir à faculdade com peças do vestuário feminino, como vestido e saia, enquanto as meninas vestiriram peças identificadas com o guarda-roupa masculino, como a gravata.

Leia também: "Anatomicamente, a saia dá muito mais certo para o homem"

A manifestação, que surgiu com o nome de "USP de Saia", agradou também alunos de outras instituições, e passou a ser chamada apenas "De Saia", atingindo também estudantes de outras cidades. Quem aderiu ao movimento postou nas redes sociais fotos dos figurinos trocados. 

O iGay vai à USP acompanhar de perto o evento original. Até lá, confira na galeria acima o que já está rolando por aí!

CURTA A PÁGINA DO IGAY NO FACEBOOK

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.