Tamanho do texto

Sucesso nos anos 70, peça retorna agora repaginada por marcas brasileiras e internacionais. Especialistas dão dicas de como usá-la para fugir da caretice na hora de se vestir

Item indispensável para muitos homens nos anos 70, a camisa estampada ficou um longo tempo fora do guarda-roupa masculino, mas agora ela está de volta para espantar a caretice na hora de se vestir. Entre os famosos, o rapper gay Frank Ocean é um dos maiores adeptos, assim como os atores héteros Robert Pattinson e Zac Efron . Por aqui no Brasil, o apresentador Zeca Camargo e os vocalistas da Banda Uó também são fãs dessa moda.

A stylist Brisa Issa diz que o fim da mesmice monocromática começou nas passarelas de Paris, especificamente nos últimos desfiles da Givenchy, grife que tem suas coleções assinadas pelo designer Riccardo Tisci . De lá, a moda ganhou as ruas vestindo blogueiros e artistas.

Curta a página do iGay no Facebook

Para a stylist, a peça serve a qualquer ocasião, a não ser que você esteja num lugar que exige dress code específico. “Acho incrível homem com look total estampado, dependendo do padrão da estampa, claro. Confesso que tenho queda também por estampa floral. Para quem não quer se arriscar muito, vale combinar a camisa estampada com uma parte de baixo lisa , sempre funciona”, indica Brisa.

O também stylist Rodrigo Polack tem algumas reservas em relação à peça. “Estampas grandes requerem cuidado extra, principalmente em cores vibrantes, pode ficar caricato, engraçadinho demais para que está acima dos 40 anos. Estampas pequenas são mais fáceis de usar. Mas tudo depende da personalidade e humor da pessoa. Com estilo e bom senso, quase tudo é permitido. Tem que ser natural”, explica.

Polack alerta para o risco de se copiar integralmente o que se vê nos desfiles. “Para misturar estampas deve-se seguir a mesma cartela de cores. Vestir o conjuntinho de duas peças estampado, muito visto nas passarelas há algumas temporadas, exige mais desprendimento de quem usa. Caso contrário, pode ficar parecendo um pijama ”, brinca o stylist.

Leia também:  Peças essenciais para um armário masculino elegante e atemporal

A última edição do São Paulo Fashion Week, com as coleções para o próximo verão, trouxe boas indicações para quem quer entrar na tendência. Com o tema ”Soul Train”, a Cavaleira trouxe estampas arrojadas misturando animal print com padronagens indianas.

Para quem não é tão arrojodo ou prefere um look mais discreto, as peças da João Pimenta podem ser uma escolha. A grife fez uma coleção com padronagens minimalistas, sempre em branco e preto. A marca também compôs looks onde uma camiseta sobrepõe a camisa de poá, a tradicional estampa de bolinhas, deixando a peça mais discreta.

No Fashion Rio, que se encerrou na ultima semana, as estampas apareceramnas coleções da Blue Man, com modelos em seda e temas tropicais, da Ellus 2nd Floor, que mesclou padronagens coloridas com transparência, e da “TNG”, com peças mais pesadas e referências indianas.

Leia mais no iGay:
As + lindas, grupo fechado na internet, vira balada, carnaval e time de vôlei
Alexandre Herchcovitch posta foto de beijo para homenagear Daniela Mercury

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.