Tamanho do texto

Possíveis patrocinadores do projeto não querem vincular suas marcas com a vocalista do grupo, acusada de homofobia

Além de uma chuva de críticas de famosos e anônimos, as declarações polêmicas da cantora Joelma sobre os gays também começam a repercutir nas finanças da banda dela, a Calypso . O filme que seria feito para contar a história do grupo, estrelado por Deborah Secco , pode ser cancelado porque os patrocinadores da produção se incomodaram com a repercussão causada pela fala da forrozeira.

Leia mais: Adriane Galisteu e outros famosos detonam declaração de Joelma contra os gays

Segundo informações da coluna “Retratos da Vida” do Jornal Extra, os patrocinadores e os produtores do filme não querem vincular a imagem deles com uma cantora acusada de homofobia.

A assessoria de imprensa da banda Calypso negou que o filme vá ser cancelado, acrescentando que as filmagens serão realizadas no segundo semestre deste ano.

No último fim de semana, em entrevista à revista Época, Joelma comparou a homossexualidade a uma dependência química, que poderia ser ‘regenerada’. Evangélica, ela disse ainda que ‘lutaria até a morte’ para que um filho deixasse de ser gay.

Joelma postou um vídeo na página da Calypso no Facebook para se explicar
Reprodução
Joelma postou um vídeo na página da Calypso no Facebook para se explicar

Na terça-feira (24), Joelma postou um vídeo no Facebook negando as declarações a revista, dizendo que estava apenas contando uma história de uma amigo que deixou de ser dependente químico e homossexual.

Veja também: Joelma nega que tenha comparado homossexualidade à dependência química

“Eu tenho muitos amigos gays, devo muito a eles, que me ensinaram muitas coisas que eu uso no meu trabalho. É maravilhoso”, declarou Joelma na gravação. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.