Tamanho do texto

Legislação que garante direitos iguais para casais homossexuais e heterossexuais está próxima de aprovação definitiva

A lei do casamento igualitário, que garante aos casais homossexuais os mesmos direitos dos parceiros heterossexuais, está muito próxima de ser aprovada no Uruguai. O Senado do país latino aprovou a legislação nesta terça-feira (02), com 23 votos a favor e 8 contra.

No Palácio da Justiça, o casamento igualitário foi aprovado pelo Senado do Uruguai
Thinkstock Photos
No Palácio da Justiça, o casamento igualitário foi aprovado pelo Senado do Uruguai


Como o texto original sofreu modificações , o projeto de lei voltará à Câmara dos Deputados para uma última votação. Segundo o jornal uruguaio El Pais, os senadores estavam sob pressão da Igreja Católica local, que na Semana Santa se manifestou contra o casamento igualitário.

Mapa Mundi Gay: Veja como a relação entre homossexuais é tratada em cada país

Os partidos Nacional e Colorado liberam seus senadores para votar como quisessem. Sete políticos da primeira agremiação votaram contra a lei. Do segundo, apenas um voto contrário foi registrado.

"Eu não quero comparar com o ar abolição da escravidão, porque essa luta durou mais de cem anos. Mas para uma pessoa que adquire esses direitos o sentimento não é de libertação”, questionou o senador Rafael Michelini depois da aprovação.

Leia mais no iGay:
Ameaçada de morte, Maria Berenice Dias já celebrou 200 uniões gays
“São casamentos com muita certeza”

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.