Tamanho do texto

Nesse sábado (16), protesto em São Paulo reuniu diversos grupos contra o atual presidente da Comissão de Direitos Humanos

Pelo segundo sábado consecutivo, manifestantes de diversas cidades do país, como Rio de Janeiro e Brasília, saíram às ruas para protestar contra a eleição do pastor Marco Feliciano (PSC-SP) para a presidência da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados. Em São Paulo, frases de repúdio ecoaram pela Avenida Consolação enquanto cartazes de indignação eram levantados como uma resposta às declarações de homofobia e racismo feitas pelo pastor.

De acordo com Bruno Maia, um dos organizadores da manifestação e do grupo apartidário "Pedra no Sapato", de 31 anos, embora ainda não seja este o número oficial, estima-se que aproximadamente quatro mil pessoas estiveram presentes neste segundo ato - no primeiro, que aconteceu no último dia nove, calculou-se a presença de 12 mil pessoas. O iGay esteve lá e conversou com alguns manifestantes. Confira a galeria.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.