Tamanho do texto

"Você amava seu filho ontem, então é algo muito simples — ame ele amanhã", é o conselho da bartender do local; veja os detalhes dessa história

Se assumir para a família não é uma tarefa fácil, principalmente porque, muitas vezes, a reação que se espera dos familiares nem sempre é o que acontece na realidade. Mas depois que descobriu sobre a sexualidade do filho, uma mãe fez algo inusitado: ligou para um bar gay e pediu conselho à bartenter. 

Leia também: Adolescente publica foto de "antes e depois" de se assumir e ideia faz sucesso

Kara Coley trabalha em um bar gay nos Estados Unidos e atendeu o telefonema da mãe que pedia conselho sobre filho
Reprodução/Facebook
Kara Coley trabalha em um bar gay nos Estados Unidos e atendeu o telefonema da mãe que pedia conselho sobre filho


Kara Coley tem 17 anos de experiência como bartenter, mas ela não esperava a ligação da mãe para o bar gay onde trabalha na cidade de Gulfport, Mississippi, nos Estados Unidos. Em uma publicação no Facebook, a profissional escreveu que aquela foi "a ligação mais aleatória" que recebeu e, em todos os anos trabalhando em bares, também foi única. 

Segundo Kara, ela atendeu o telefonema e a mãe perguntou se aquele era um bar voltado para o público LGBT+. "Aqui é um bar para todos, mas a maioria dos clientes são gays," Kara respondeu. A mulher ainda perguntou se a bartenter era homossexual , o que ela respondeu que sim e a conversa continuou, como detalha Kara no post: 

Mãe: Qual a primeira coisa que você queria que seus pais fizessem quando assumiu sua sexualidade? Meu filho acabou de se assumir para mim e eu não queria dizer nada que o magoasse.

Kara: Bom, eu acho que você deveria ter certeza que ele sabe que você o ama e aceita. Espere, você o aceita?

Mãe: Sim, se isso for o que ele quer. 

Kara: Então você definitivamente deveria dizer que o ama e que o aceita como ele é! Acho que tudo vai ficar bem a partir daí.

Leia também: "Quiseram me internar", diz jovem trans sobre se abrir para família

A mãe agradeceu e a bartender desejou boa sorte antes de desligar o telefone. Logo depois, Kara compartilhou a história no Facebook e a reação foi instantânea. A publicação já soma mais de 2,5 mil curtidas e quase 300 comentários de pessoas parabenizando tanto a profissional pela empatia, quanto a mãe pela atitude. 

Conselheira

Em entrevista ao portal "Bored Panda", Kara afirma que essa não foi a primeira pessoa a procurá-la para tirar dúvidas sobre  sexualidade . "Geralmente quem me pede conselho são as pessoas que querem se assumir", conta. "Eu já recebi muitas perguntas de pessoas próximas, mas nunca de alguém que eu não conhecia, como foi nessa ligação."

Leia também: Jovem anuncia transição de gênero, família vibra com notícia e vídeo viraliza

No início, Kara diz que achou que o telefonema perguntando sobre o bar gay fosse uma brincadeira. "É definitivamente uma abordagem diferente, porque maioria das pessoas pesquisam na internet ou conversam sobre isso com alguém gay que eles conhecem." Mesmo com a surpresa, ela não deixa de dar o conhelho para outras mães: "você amava seu filho ontem, então é algo muito simples — ame ele amanhã. Ainda é a mesma pessoa."