Comemorações serão encerradas no dia 18 de junho com a famosa Parada SP

A Associação da Parada LGBT de São Paulo apresentou nesta quarta-feira (17) sua programação para o 21º Mês do Orgulho LGBT. Os eventos vão desde campanhas de saúde até a Parada SP em si, que é considerada o maior evento de visibilidade da comunidade e é reconhecida mundialmente.

Mestre de Cerimônia, a drag queen Tchaka reforçou a importância de um Estado Laico para a comunidade LGBT
Divulgação
Mestre de Cerimônia, a drag queen Tchaka reforçou a importância de um Estado Laico para a comunidade LGBT

A partir da próxima segunda-feira (22), vai ter início um ciclo de debates sobre o universo LGBT , em que serão abordados temas como cidadania, direitos humanos, saúde, educação, saúde, educação, inclusão, terceira idade e população de rua. A entrada é gratuita, e o evento ocorre todos os dias das 19h às 21h na Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania do Governo do Estado de São Paulo, no Pátio do Colégio, no centro. O encerramento será feito no dia 26, sexta-feira.

Entre os dias 5 e 7 de junho, será realizado um ciclo de leituras dramáticas com o objetivo de promover uma reflexão a partir de textos teatrais. Já dos dias 9 a 14, vai ocorrer uma mostra de cinema, com exibição de filmes e documentários, além de uma homenagem a vítimas de violência lgbtfóbica .

Leia também: "Foi difícil me aceitar como uma mulher transexual", revela Viviany Beleboni

As comemoração seguem no dia 11 de junho com o projeto “Em Memória”, que visa o plantio de árvores para cada vítima da LGBTfobia em um parque da capital paulista. Dias depois, em 15 junho, ocorre a 17ª Feira Cultural, que visa divulgar o trabalho de homens e mulheres gays, lésbicas e transexuais.

A última semana do Mês do Orgulho terá também a 17ª edição do Prêmio Cidadania em Respeito à Diversidade, a Festa do Orgulho LGBT de São Paulo e o 1º Jogos da Diversidade. O encerramento será feito com a Parada SP , no dia 18 junho. O tema deste ano é “Independente de nossas crenças, nenhuma religião é lei! Todas e todos por um Estado Laico”.

Evento

Mestre de Cerimônia, a drag queen Tchaka reforçou a importância de um Estado Laico para a comunidade. A presidente da associação, Claudia Regina, também falou sobre o tema e afirmou que a escolha envolveu mais de 150 militantes, incluindo ONGs e coletivos.

Estavam presentes também, os secretários Marcio Elias Rosa (Justiça e Defesa da Cidadania do Estado), Thiago Amparo (Secretário Adjunto de Direitos Humanos e Cidadania da Prefeitura), Leonardo de Morais Barros (Chefe de Gabinete da Secretaria de Justiça), Maria Clara Gianna (Diretora do Centro de Prevenção DRT/Aids) e os representantes das empresas patrocinadoras do evento.

O evento foi realizado na Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania. O anúncio foi feito pensando no Dia Internacional de Combante à LGBTfobia, que é celebrado nesta quarta-feira . A partir do dia 13 de junho, a associação promete anunciar mais informações sobre a Parada do Orgulho LGBT.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.