"As pessoas olham para a gente com um sorriso, na maioria das vezes", diz um dos pais de Paulo Henrique, 5 anos, no relato do filme "Histórias de Amor", da companhia aérea Gol

Gilberto Scofield Júnior e Rodrigo Barbosa contam que já tinham vontade de adotar havia algum tempo. "A gente tinha essa sensação de incompletude, que é natural de casais que estão há um tempo juntos. E vinha na cabeça a ideia de dar uma oportunidade a quem nunca teve", diz Gilberto. A história com final feliz foi registrada na campanha de Dia das Mães da Gol.

Assista ao video: 

SIGA O IGAY NO FACEBOOK

Eu não sinto que o Paulo é uma criança sem mãe. Eu sinto que o Paulo é uma criança que tem dois pais

"A gente foi montando o quarto aos poucos, como se estivéssemos grávidos. Um dia eu recebi um e-mail dizendo que havia cinco ou seis crianças alistadas em diferentes lugares do País", conta Rodrigo. Ele se interessou por um menino de quatro anos do interior de Minas Gerais. "Falei: ah, acho que eu quero", relembra.

Hoje Paulo Henrique tem cinco anos e dois pais. "Eu não sinto que o Paulo é uma criança sem mãe. Eu sinto que o Paulo é uma criança que tem dois pais, mas nós somos mães também", diz Rodrigo. "Mãe é um carinho diferente, um olhar mais cuidadoso. E uma hora eu tenho isso, outra hora o Gilberto tem", opina. "A gente reveza no papel de ser mais rígido ou mais amororo", diz Gilberto.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.