"Quando a homossexualidade é exibida ao extremo, é algo que não combina comigo", disse o estilista a jornal inglês

Após declarações polêmicas dos estilistas italianos Domenico Dolce e Stefano Gabbana sobre a adoção por casais do mesmo sexo, Giorgio Armani disse que "um homem homossexual é um homem 100%" e que precisa se vestir de forma masculina.
Em entrevista ao jornal "Sunday Times", Armani explicou que "quando a homossexualidade é exibida ao extremo, é algo que não combina comigo". "Um homem deve ser um homem", concluiu.

Os 14 gays assumidos mais ricos do mundo
Reprodução
Os 14 gays assumidos mais ricos do mundo


Armani ainda criticou músculos excessivos e intervenções estéticas no corpo. "Não gosto de homem musculoso, que vai muito à academia. Gosto de alguém saudável, tonificado, que cuida de seu corpo, mas não usa muito os músculos".

Para o estilista, cirurgias plástica são "uma estupidez". "Um seio pequeno não deve se transformar em grande. Prefiro olhar uma mulher natural. Uma mulher deveria ter coragem de envelhecer e não fazer de tudo para parecer mais jovem", concluiu.

Polêmica - Recentemente, Gabbana rechaçou as adoções por parte de casais gays e disse que "os filhos da química não têm pai ou mãe".

Após polêmica, que causou a fúria do cantor britânico Elton John, entre outros famosos, ele explicou que nunca teve a intenção de julgar as decisões de outras pessoas.
O estilista também disse que os comentários foram feitos com base em sua experiência familiar, mas que entende que outros tipo de famílias são legítimas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.