Tido como um dos participantes favoritos do concurso, o concorrente de 27 anos pode fazer história se escolhido como o mais em forma, mais solidário e de conduta mais exemplar


Centenas de leitores entraram na competição para ser o homem do ano de 2015 da versão americana da revista "Men’s Health". No anúncio do concurso, eles informam que o júri está atrás de um homem saudável e destemido, "gente que faz", que se doa e inspira pelo exemplo. Segundo as regras, o escolhido será julgado assim: 35% pelo corpo, 25% pelo estilo de vida saudável, 20% por ser alguém que se preocupa com os outros e faz sua contribuição para a família, amigos, comunidade e sociedade, 10% pelo sucesso profissonal e 10% pela escolha dos leitores. Só podem se inscrever americanos e canadenses (excluindo Quebec).

SIGA O IGAY NO FACEBOOK

Assim, como é de se supor, os concorrentes devem ter uma história de transformação pessoal para compartilhar. Mas Aydian Dowling, 27, de Oregon, passou por uma transformação de vida diferente da dos outros competidores. Ele pode ser o primeiro transexual a participar do concurso e é atualmente um dos favoritos para vencer. Para a "Men’s Health", o fato seria impensável alguns anos atrás.

Ter uma pessoa trans no concurso diz às pessoas que não importa quem você é, você pode ser o homem que você quer ser

"Ter uma pessoa trans no concurso diz às pessoas que não importa quem você é, você pode ser o homem que você quer ser", diz Dowling. Levou 21 anos para ele se transformar nesse homem. "Eu queria agir de um jeito, mas me diziam que eu não podia, que garotas não deveriam agir assim", conta.

Aos 13 anos, Dowling apaixonou-se por uma garota e, aos 16, revelou-se lésbica para amigos e familiares. Aos 21, começou a vestir roupas masculinas, mas só parou para pensar na transexualidade quando sua namorada à época fez a pergunta: "Você já quis ser homem?"

"Eu não queria ser trans. Eu estava com medo e pensei que ser lésbica já era difícil o suficiente", conta Dowling. As coisas foram mudando e ele percebeu que não estava vivendo sua vida, mas sim uma vida que lhe tinha sido dada.

Em 2009, Dowling começou o tratamento hormonal. "Finalmente pareceu que eu estava crescendo", diz. Ele passou por cirurgia para remover os seios em 2012.

Hoje Dowling mantém um canal no Youtube, ALionsFears, em que posta tópicos sobre a transexualidade e a relação com o corpo. Ele cuida da forma física com treinamentos e ainda ajuda dois amigos trans em seus exercícios. Ele doa parte dos lucros de sua empresa de roupas, a Point 5cc, para homens transexuais que precisam de dinheiro para conseguir realizar suas cirurgias.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.