Filme de ficção baseado em fatos reais se inspira em histórias de reais. Quer colaborar? Mande um vídeo para o diretor contando como foi a descoberta de sua orientação sexual e a reação dos seus pais


A descoberta da sexualidade é um momento único e cada um tem sua história para contar. Quando se trata de jovens homossexuais, muitas histórias são parecidas: as daqueles cujos pais não aceitam a orientação sexual dos filhos. Para outros, este capítulo é menos traumático. O curta-metragem "Xavier" conta este momento na vida do pré-adolescente Xavier e aborda a forma como seu pai, Nicolas, lida com a percepção de que seu filho de 11 anos se sente atraído por adolescentes mais velhos. A direção é de Ricky Mastro, que assina o roteiro juntamente com Eduardo Mattos.

Quem não gostaria de ter o pai como confidente em uma época tão linda como a descoberta da sexualidade? (Ricky Mastro, diretor)

O filme mostra uma relação amistosa e de compreensão entre pai e filho. "Eu digo que Nicolas é o pai que todo Xavier gostaria de ter. Quem não gostaria de ter o pai como confidente em uma época tão linda como a descoberta da sexualidade?", questiona Ricky Mastro.

SIGA O IGAY NO FACEBOOK

Para contar essa história, Mastro conta com a participação voluntária de personagens da vida real, cujas experiências vão inspirar o roteiro. "Xavier" será filmado em julho e tem estreia prevista para novembro.

Quem quiser participar pode enviar seu vídeo de até 1 minuto (em formato mov ou Mp4), contando sua própria experiência de descoberta amorosa, da reação dos pais ou da própria reação ao descobrir a sexualidade do filho. Esses relatos vão ajudar a montar a história de "Xavier". Os vídeos devem ser enviados para o email curtaxavier@gmail.com até 15 de abril.

O curta foi contemplado em 2014 com o ProAc (Programa de Ação Cultural) da Secretaria da Cultura sobre as Manifestações Culturais com Temática LGBT e também será financiado através de crowdfunding, na página onde os vídeos serão divulgados.

"Vamos mostrar como essa história pode tocar cada um de nós, como essa história é importante. Queremos depoimentos sobre a descoberta dos interesses amorosos de cada um e a reação dos pais a isso", diz Ricky Mastro.

Estamos caminhando a passos largos e, nos festivais destinados ao gênero LGBT, o Brasil já é destaque.

O cineasta afirma que o cinema com temática LGBT está avançando no País. "Estamos caminhando a passos largos e, nos festivais destinados ao gênero LGBT, o Brasil já é destaque. A minha mais recente surpresa foi ver o filme "Beira Mar", de Filipe Matzembacher e Marcio Reolon, sendo ovacionado no Festival Latino de Toulouse".

Saiba mais sobre Ricky Mastro

Ricky Mastro é produtor, diretor e roteirista. Formado em Drama pela Universidade de Washington (Estados Unidos) e em Cinema pela Fundação Armando Álvares Penteado (Faap), o paulistano também possui mestrado em Identidade LGBTTT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros) no Cinema pela Universidade Anhembi Morumbi.

Mastro produziu, dirigiu e escreveu mais de 10 curtas-metragens. A trilogia "Cinco Minutos", "A mais forte" e "Felizes para sempre" foi distribuída em cerca de 200 festivais internacionais e nacionais de cinema.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.