O objetivo é apurar ocorrências de discriminação, assédio moral e sexual praticadas contra profissionais de segurança pública mulheres e LGBTs

As Corregedorias das Polícias Civil e Militar e do Corpo de Bombeiros passam a ter Núcleos de Pró-Equidade de Gênero e Raça no Piauí. O objetivo é apurar ocorrências praticadas contra profissionais de segurança pública mulheres e/ ou LGBTs, por discriminação, assédio moral ou sexual. O Núcleo foi lançado nesta quarta-feira, 1, no Palácio de Karnak, em Teresina.

A secretária de Estado interina da Segurança Pública do Piauí, advogada Eugênia Villa
SSP/Piauí
A secretária de Estado interina da Segurança Pública do Piauí, advogada Eugênia Villa

SIGA O IGAY NO FACEBOOK

A subsecretária da Segurança Pública, Eugênia Villa, afirma que esta é uma ação pioneira no País e que os resultados serão usados para fins de diagnóstico, planejamento, avaliação e elaboração de projetos e estratégias na formação do profissional de segurança pública.

"Estamos em consonância com o foco deste Governo, que é aliar o desenvolvimento humano e social à integração entre todos os setores. Acreditamos que este é um grande avanço do ponto de vista da apuração ampla de casos que possam discriminar as mulheres e os LGBTs que fazem parte da segurança pública estadual", diz.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.