A manifestação repete a ocorrida na última sexta-feira (27) na Assembleia Legislativa de São Paulo.

Beijo gay marca protesto contra Eduardo Cunha
Reprodução/Facebook
Beijo gay marca protesto contra Eduardo Cunha


O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), foi alvo de vaias e beijo gay novamente nesta segunda-feira (30) na  Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre. A manifestação ocorreu durante o Fórum dos Grandes Debates, que tem como objetivo discutir a Reforma Política. O evento contou com a presença do vice-presidente da República, Michel Temer. 

SIGA O IGAY NO FACEBOOK

Na última sexta-feira (27), houve protesto semelhante na  Assembleia Legislativa de São Paulo, organizado por membros do movimento LGBT. Cunha foi recebido na capital paulista com gritos de "machista", "LGBTfóbico" e "corrupto".

Em Porto Alegre, houve manifestação com cartazes e beijo gay e o evento foi transferido do Teatro Dante Barone para o Plenário 20 de Setembro. Em nota, a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul informou que a mudança de local deveu-se ao fato de que pessoas presentes gritaram "Fora Cunha".

Ao assumir a presidência da Câmara, o político colocou os setores mais conservadores do Parlamento no comando da Casa. Cunha é criticado por militantes do movimento LGBT pot suas declarações no Congresso e por propostas como a criação do Dia do Orgulho Heterossexual e o projeto de lei que criminalizaria o preconceito contra heterossexuais.

Um grupo no Facebook foi criado com o nome "Convoque seu escracho! Fora, Cunha! Corrupto, machista e LGBTfóbico!" e convida brasileiros de todos os Estados a realizarem manifestações como as ocorridas em São Paulo e Porto Alegre. "Por onde pisar Eduardo Cunha, vamos atrás dele para dizer as verdades e não nos calar", diz o convite do evento.

    Leia tudo sobre: Eduardo Cunha
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.