Projeto desenvolverá ações voltadas à memória de lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e intersexuais.

O projeto Memória LGBT no Museu de Favela Pavão, Pavãozinho e Cantagalo (MUF) realizará ações para fortalecer a memória da comunidade no Rio de Janeiro. A iniciativa faz parte da comemoração dos 450 anos da cidade e conta com parceria da Revista Memória LGBT.

Memória LGBT no Museu de Favela Pavão, Pavãozinho e Cantalo
Divulgação
Memória LGBT no Museu de Favela Pavão, Pavãozinho e Cantalo


A partir de abril, haverá rodas de memória, oficinas, formações, exposição, publicações especiais da Revista Memória LGBT, apresentações artísticas e mapeamento do patrimônio cultural LGBT nas favelas. O objetivo é promover a memória de lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e intersexuais das comunidades Pavão, Pavãozinho e Cantagalo.

SIGA O IGAY NO FACEBOOK

A ONG Museu de Favela Pavão, Pavãozinho e Cantagalo foi criada em novembro de 2008 a partir de ideias de moradores que viam o museu como uma estratégia para valorizar a região. O MUF desenvolve ações de memória da região, como o circuito de casas-telas que narram a história da comunidade e podem ser visitadas em percurso turístico.

A revista Memória LGBT  é um periódico digital colaborativo e tem como objetivo atuar no combate à homofobia, lesbofobia e transfobia.

As atividades do projeto Memória LGBT no MUF serão realizadas na sede do Museu de Favela, em Ipanema, e abertas ao público a partir de abril.


Museu de Favela (MUF)
Rua Nossa Senhora de Fátima, 7, 2º andar
Morro do Cantagalo, Ipanema - Rio de Janeiro/ RJ
Telefone: (21) 2267 6374
Mais informações no site .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.