País europeu com pouco mais de 2 milhões de habitantes havia tentado aprovar lei semelhante em 2012, mas a tentativa foi rejeitada em referendo

O Parlamento da Eslovênia aprovou nesta terça-feira (3) o casamento entre pessoas do mesmo sexo e a adoção de crianças por casais gays no país. A decisão foi anunciada em meio à oposição de grupos conservadores e da Igreja Católica. As informações são da Associated Press.

Parada do Orgulho Gay em Liubliana, capital da Eslovênia, em 2014
Reprodução
Parada do Orgulho Gay em Liubliana, capital da Eslovênia, em 2014



SIGA O IGAY NO FACEBOOK

Com 51 votos a favor e 28 contra, o Parlamento aprovou as mudanças, permitindo que casais do mesmo sexo se casem oficialmente e adotem crianças. A Eslovênia, país europeu com pouco mais de 2 milhões de habitantes que faz fronteira com Itália e Croácia, já caminhava para a legalização do casamento entre parceiros do mesmo sexo, mas ainda não havia votado a adoção por esses casais.

Antes da votação, grupos de oposição protestaram, dizendo: "As crianças estão em perigo". Opositores planejam forçar um referendo para conter as mudanças, como ocorreu em 2012, quando o Parlamento tentou aprovar uma lei semelhante.

O legislador de esquerda Matej Vatovec afirmou que a decisão garante o estabelecimento de uma "comunidade verdadeiramente tolerante e inclusiva" na Eslovênia. "Hoje a Eslovênia está entrando no século 21", disse.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.