No Dia Nacional da Visibilidade Trans, cartazes e anúncios com imagens de 18 travestis e transexuais dão destaque para a população LGBT que mais sofre com discriminação


“Respeitar é... reconhecer que as pessoas são diferentes e ao mesmo tempo são iguais em direitos”. Esse é o lema da campanha contra a transfobia que o Rio de Janeiro lança nesta quinta (29), Dia Nacional da Visibilidade Trans. Pela primeira vez uma ação é voltada especificamente para travestis e homens e mulheres transexuais do Estado.


No Dia Nacional da Visibilidade Trans, Rio Sem Homofobia lança Ação Educativa de Visibilidade e Cidadania Trans
Divulgação
No Dia Nacional da Visibilidade Trans, Rio Sem Homofobia lança Ação Educativa de Visibilidade e Cidadania Trans

A campanha contará com cartazes, brochuras e anúncios espalhados pelas cidades fluminenses. Os2 18 modelos que ilustram o material são homens e mulheres transexuais e travestis.

Travestis encaram seus medos para voltar para a escola e sair da rua

"O Rio de Janeiro reconhece que a população de travestis e transexuais é, dentre os LGBTs, o mais perseguido proporcionalmente ao tamanho deste segmento. Existe uma cultura de rejeição e discriminação e é necessário que o poder público reconheça esse fato e construa estratégias concretas para redução dessa situação. Por essa razão, além das ações que já realizamos nos Centros de Cidadania LGBT, o Estado entendeu que também era necessário uma ação educativa específica para chamar atenção da sociedade para a discriminação que essa população sofre", disse, em nota, o superintendente de Direitos Individuais Coletivos e Difusos e coordenador do Programa Rio Sem Homofobia, Cláudio Nascimento.

SIGA O IGAY NO FACEBOOK

A iniciativa, criada pela Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos (SEASDH), por meio do Programa Estadual Rio Sem Homofobia, coordenado pela Superintendência de Direitos Individuais, Coletivos e Difusos e o Conselho dos Direitos da População LGBT do Rio de Janeiro, será lançada às 15 horas da tarde desta quinta-feira, no Teatro Alcione Araújo da Biblioteca Parque Estadual, na Avenida Presidente Vargas, 1261 – Centro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.