O ator Jeffrey Tambor agradeceu e dedicou o prêmio de melhor ator de comédia (?) à comunidade transexual; a autora da série, que venceu na mesma categoria, dedicou o seu à Leelah Alcorn, adolescente trans que se suicidou aos 17 anos

Jeffrey Tambor venceu com todo o merecimento o Globo de Ouro de melhor ator de comédia por sua interpretação da transexual Maura Pfeffermann em 'Transparent'. Ator veterano de Hollywood, ele é daqueles de quem você conhece bem o rosto, mas não se lembra exatamente de onde. Agora não tem mais essa: ninguém jamais vai esquecer de Mort/Maura Pfefferman, o pai de família maduro, separado da mulher, que num determinado momento da vida decide contar ao mundo que sua identidade sexual é feminina, e que ele vai assumi-la.

SIGA O IGAY NO FACEBOOK

Ele faz Maura com humor, com verdade, com delizadeza, sem trejeitos, sem apelos fáceis, sem exagero. Faz de um jeito que, se Maura fosse uma pessoa real, você adoraria conhecê-la. Muito mais do que o resto dos personagens - com exceção da filha caçula, Ali Pfeffermann, interpretada por Gaby Hoffmann -, que são quase todos irritantes ou clichês. A filha é chata, o filho é chato, a ex-mulher é chata, a namorada da filha (sim, ela também tem um pé no lesbianismo) é clichê. Maura não, Maura é um acerto incrível de Jeffrey Tambor. 

Talvez o seriado se encaixasse melhor na categoria drama, mas o prêmio seria de Tambor de qualquer maneira - fosse na categoria que fosse, seus concorrentes ficariam a ver navios. Tambor acertou também no discurso de agradecimento, em que dedicou o prêmio à comunidade trans e agradeceu à coragem, à inspiração, à paciência e por "nos deixar fazer parte da mudança."

LEIA TAMBÉM:  Série sobre transgênero levanta discussão por ter ator no papel de transexual

Jill Soloway, criadora da série, também caprichou no discurso de agradecimento pelo prêmio de Melhor Série de Comédia, que ela dedicou a Leelah Alcorn, a adolescente trans que se matou aos 17 anos por conta da recriminação sofrida dos pais por sua transexualidade.

Citando o caso de Leelah, ela disse que gostaria que o público aprendesse sobre "a verdade, autenticidade e amor" com a série.



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.