Em entrevista ao jornal argentino "La Nacion", o Papa contou que o Sínodo dos Bispos, em outubro, abordou a família e os homossexuais em relação à sua família

A questão gay é uma realidade nos confessionários, contou o papa Francisco, em entrevista ao jornal "La Nación", de Buenos Aires. Ele desconversou quando perguntado se a Igreja está dividida entre um setor mais aberto e outro fechado ao diálogo, mas disse que a questão gay é levada à igreja pelos próprios homossexuais e por suas famílias. "É uma realidade que a todo momento encontramos nos confessionários: um pai e uma mãe que têm um filho ou filha assim. A mim já aconteceu diversas vezes em Buenos Aires. E bem, é preciso ver como ajudar a este pai e a esta mãe para que acompanhem a esse filho ou filha".

Ele admitiu que a reforma da Igreja, esperada para o próximo ano, não estará pronta. "O processo é lento. A reforma da Cúria leva muito tempo, é a parte mais complexa...", disse. "Ela está sendo feita em pequenos passos".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.