Cardeal norte-americano Raymond Burke foi deposto da direção da suprema corte sagrada da Igreja Católica

AP

Papa Francisco é conhecido por seu jeito simples e suas convicções liberais
AP Photo
Papa Francisco é conhecido por seu jeito simples e suas convicções liberais

O cardeal norte-americano Raymond Burke , que é abertamente contra o casamento homoafetivo e a legalização do aborto, foi deposto da direção da suprema corte sagrada da Igreja Católica pelo papa Francisco no último sábado (08).

- Elton John chama papa Francisco de herói: "Façam dele um santo"

Enquanto arcebispo de Saint Louis, nos EUA, entre 2003 e 2008, Burke liderou campanhas contra políticos católicos que defendem a legalização do aborto. Ele também questionou alguns pronunciamentos e posicionamentos do pontífice.

Cardeal norte-americano Raymond Burke
AP
Cardeal norte-americano Raymond Burke

No ano passado, o papa já havia retirado Burke da Congregação dos Bispos. No último sábado, Francisco transferiu Burke de seu cargo na corte do Vaticano para um posto cerimonial de capelão do grupo de caridade Cavaleiros de Malta, cujas atividades incluem a construção de hospitais e residências para idosos do mundo todo.

SIGA O IGAY NO FACEBOOK

No último mês, Burke fez diversas críticas conservadoras contra a possibilidade de o Vaticano flexibilizar as regras que proíbem a comunhão de católicos divorciados ou casados pela segunda vez. Ele também questionou as denúncias do papa sobre os excessos do capitalismo e disse que sempre será contra o aborto e casamento entre pessoas do mesmo sexo.

- CEO da Apple assume ser gay: "É uma das melhores coisas que Deus me deu"

Já o pontífice disse que a hierarquia da igreja não deveria se focar tanto em aborto e casamento homoafetivo, mas sim concentrar esforços em fazer da igreja um lugar mais acolhedor.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.