Ainda assim, o presidente da companhia do iPhone já é considerado o gay mais importante do mundo dos negócios

Tim Cook, presidente da Apple, assumiu ser gay publicamente na última quinta-feira (31)
Getty Images
Tim Cook, presidente da Apple, assumiu ser gay publicamente na última quinta-feira (31)

Na última quinta-feira (30), Tim Cook - o presidente-executivo da norte-americana Apple -  saiu do armário publicamente em um artigo publicado na revista Businessweek. Com isso, ele se tornou o único CEO assumidamente gay entre todas as 500 maiores empresas do mundo, de acordo com o ranking da revista Fortune .

SIGA O IGAY NO FACEBOOK

O executivo disse que por anos ele tem sido aberto em relação à sua orientação sexual para muitas pessoas e que diversos de seus colegas de trabalho sabem que ele é gay. "Eu cheguei à conclusão de que o meu desejo de manter a minha privacidade estava me impedindo de fazer algo mais importante", escreveu.

- Gays de terno e gravata: banqueiros, executivos e CEOs que lutam pela causa LGBT

Ainda que sua saída do armário tenha sido considerada como a mais importante do mundo dos negócios, pelo tamanho e fama da empresa que comanda, outros CEOs de grandes empresas já haviam se assumido antes de Cook. Veja na galeria:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.