A presidenciável rapidamente tentou reverter a decisão, se comunicando com ele em inglês pelo Twitter. Ator de "Hulk" e militante pró-gay e ambientalista pediu desculpas pelo inconveniente, mas não voltou atrás

O ator Mark Ruffalo, mais conhecido por seu papel como o Hulk, voltou atrás com o apoio que tinha declarado em video à candidatura de Marina Silva. O motivo foi saber a posição da presidenciável com relação ao casamento gay.

Em um post em sua conta no Tumblr, Ruffalo informou que estava retirando o apoio a Silva depois de descobrir que seu partido (PSB) havia recuado no apoio jurídico ao casamento gay no Brasil. 

Mark Ruffalo como Bruce Banner, o Hulk, em
Divulgação
Mark Ruffalo como Bruce Banner, o Hulk, em "Os Vingadores"


A equipe de Marina, rapidamente, agiu para tentar recuperar o apoio do ator. Mandou uma mensagem em inglês pelo Twitter dizendo que a presidenciável apoia o casamento civil netre pessoas do mesmo sexo. Ele responde: Você é a favor do casamento igualitário?


A equipe de Marina envia uma mensagem via Twitter para o ator, afirmando que ela apoia o casamento civil. Ele responde: Você é a favor do casamento igualitário?
Reprodução
A equipe de Marina envia uma mensagem via Twitter para o ator, afirmando que ela apoia o casamento civil. Ele responde: Você é a favor do casamento igualitário?


LEIA TAMBÉM: Mark Ruffalo e Matt Bomer se beijam em teaser do filme "The Normal Heart"

Chegou ao meu conhecimento que a candidata brasileira à presidência Marina Silva pode ser contra o casamento gay. Isso me colocou em conflito direto com ela. Como vocês sabem eu tenho lutado pelo casamento igualitário no meu país e vejo isso como reflexo da qualidade de um candidato. Não sabia que este era o seu parecer sobre a questão quando fiz o vídeo de apoio a ela

A comunicação pública dos dois se encerrou aí, e o ator não retirou de seu Tumblr o texto (leia íntegra abaixo) em que explica por que desistiu de apoiá-la. "Eu não posso, em sã consciência, apoiar uma candidata que tem uma abordagem dura e de direita para questões como o casamento igualitário e os direitos reprodutivos dos homossexuais, mesmo que ela esteja disposta a fazer a coisa certa sobre as questões ambientais", disse ele.

A notícia repercutiu bastante na mídia internacional, que lembrou o fato de a campanha de Marina ter incluído a aceitação - para logo em seguida recuar - da aprovação de emenda constitucional que garante o casamento gay em todo o território nacional. 

A postura atual de Marina é a favor da união estável, mas contrária ao casamento entre pessoas do mesmo sexo. Ela postou sua posição no Twitter em resposta ao anúncio de Ruffalo.

Leia íntegra do texto publicado no Tumblr:

"Chegou ao meu conhecimento que a candidata brasileira à presidência Marina Silva pode ser contra o casamento gay. Isso me colocou em conflito direto com ela. Como você sabe eu tenho lutado pelo casamento igualitário no meu país e vejo isso como um reflexo da qualidade de um candidato. Eu não sabia que este era o seu parecer sobre a questão quando fiz o vídeo de apoio a ela. Só acompanhei a questão até onde ela declarou apoiou ao casamento gay, mas descobri depois que o seu partido retirou o apoio. Eu não posso, em sã consciência, apoiar uma candidatoa que tem uma abordagem dura e de direita para questões como o casamento entre homossexuais e os direitos reprodutivos dos homossexuais, mesmo que ela esteja disposta a fazer a coisa certa sobre as questões ambientais.

Eu não sou um especialista em política brasileira, mas posso dizer que os Direitos das Mulheres, Direitos dos homossexuais e os direitos ambientais fazem parte do pacote para um tipo de visão de mundo com que eu me identificoa. Uma visão de mundo que não inclui essas três posições torna impossível para mim endossar um candidato em particular.

Tenho de me desculpar por não ter feito um melhor trabalho de apurar essa questão. Peço desculpas se eu decepcionei alguém ou dei a impressão que de alguma forma eu tinha voltado atrás nas questões que claramente faço esforço para enfrentar e lutar.

Neste momento, seria bom saber definitivamente qual a posição da camdidata Marina Silva sobre estas questões, em termos inequívocos. É um pouco obscura e incerta no momento. Por enquanto, com base no que eu tenho sido capaz de acompanhar a partir dos poucos posts aqui, e do que está disponível na internet, estou retirando o meu apoio. Gostaria de pedir que sua campanha não use o meu video até que seja esclarecida a questão de seu apoio ao casamento gay e ao aborto. Antes disso meu apoio é nulo e sem efeito.

Peço desculpas à campanha de Silva por não ter me informado melhor sobre as suas políticas e ter criado esse inconveniente. Fiquei desapontado ao ver o apoio ao casamento gay ser abandonado por seu partido um dia depois de ela o ter declarado em discurso. Peço que de boa fé vocês respeitem os meus desejos.

Atenciosamente."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.