Brasília, Rio, Salvador, Belém e Porto Alegre tiveram Paradas Gays no domingo (28). A de Salvador terminou com saldo sangrento: um rapaz de 18 anos foi morto a tiros quando estava atrás do trio elétrico. Outros dois crimes foram registrados

O domingo (28), foi dia de várias paradas gays pelo Brasil. Teve festa, celebração do orgulho gay, trio elétrico, música e... violência. Com o lema "Ser gay não é ser estranho. Estranho é a homofobia", a 8ª Parada do Orgulho Gay de Lauro de Freitas, município vizinho a Salvador (BA), reuniu milhares de pessoas.

Em Porto Alegre (RS) o público da Parada Gay foi de 600 pessoas no Parque da Redenção, segundo a Brigada Militar. Entre os presentes estava o casal Sabriny e Solange Benites, que viraram símbolo dos direitos homossexuais depois que um incêndio criminoso destruiu parte do CTG Sentinelas do Planalto, onde elas formariam o único casal gay de um casamento coletivo.

SIGA O IGAY NO FACEBOOK

No Rio de Janeiro, dois dos maiores complexos de favelas do Rio de Janeiro, o Alemão e a Maré, realizaram sua parada .

Em Belém (PA), cerca de 150 mil pessoas participaram da 13ª Parada do Orgulho Gay.

Ceilândia (DF) teve sua parada também, com público de cerca de 2 mil pessoas. A uma semana das eleições, o encontro chamou atenção para a importância de escolher políticos engajados com a causa. Em cima de um trio elétrico, um locutor incentivava os gays não assumidos a sair do armário. “Vamos nos soltar. Também somos gente. Nossa orientação não é uma escolha. Já nascemos assim.” 

DOMINGO SANGRENTO

Enquanto a diversão correu sem maiores ocorrências na maioria das paradas, um rapaz de 18 anos foi assassinado durante a 6ª Parada Gay do bairro Fazenda Grande do Retiro, em Salvador, por volta das 21h30 do domingo (28).

Segundo reportagem do jornal baiano Correio, Maurício Souza da Silva estava atrás do trio elétrico quando foi alvo de diversos tiros. Ele tentou correr até a sua própria casa, mas não resistiu aos ferimentos e caiu na rua. O autor dos disparos fugiu, e não foi identificado pela polícia. 

Outros casos em Salvador

Ainda no domingo, por volta das 21h., um cabeleireiro de 35 anos foi morto no bairro de San Martin, ao retornar de uma festa. Anderson Rocha Santos foi atingido por uma pessoa desconhecida, que o acertou com vários disparos no tórax e no rosto. Anderson e morreu no local.

Wislames de Souza Aranha, 20 anos, foi assassinado em Paripe, por volta das 22h do domingo (28). Foi baleado no tórax pelos ocupantes de um carro desconhecido. Foi socorrido e morreu no Hospital do Subúrbio.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.