O ex-presidente americano foi muito aplaudido ao apoiar os direitos humanos para lésbicas, gays, bissexuais e transexuais

O ex-presidente americano Jimmy Carter (governou de 1977 a 1981), que ganhou o Prêmio Nobel da Paz em 2002, segue defendendo os direitos dos oprimidos. Em discurso sobre diversidade na comemoração de 100 anos da Grand Rapids Community Cololege, em Michigan, ele agradou os presentes com um discurso tolerante.

SIGA O IGAY NO FACEBOOK

“Nunca soube de nenhuma palavra ou atitude de Jesus Cristo que mostrasse discriminação contra ninguém", disse ele, defendendo direitos justos para os LGBT. “A orientação sexual de uma pessoa é uma característica como outra, como a cor da pele, o fato de a pessoa ser boa ou má, pobre ou rica, viver em um país estrangeiro ou no nosso", seguiu ele. "Nesse caso, eu acho que discriminar qualquer pessoa, ou negar que ela tenha direitos iguais nos Estados Unidos, é uma violação da Constituição."

A multidão que estava presente para escutá-lo falar, em sessão lotada na universidade, aplaudiu muito o ex-presidente democrata.

Veja o video para ver a resposta completa de Carter sobre os direitos gays.

http://video-embed.mlive.com/services/player/bcpid1949050400001?bctid=3800106159001&bckey=AQ~~,AAAAQBxUr7k~,PsMaWpexSO1o2JBTRvXgK2F46WvPiWEP



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.