Ator responde ameaças de Douglas Gotterba, seu ex-piloto particular, que diz ter material para um livro sobre os dois. "É apenas sobre pessoas que querem dinheiro, só isso."

O ator John Travolta, 60 anos, decidiu se pronunciar sobre rumores gays que mais uma vez rondam a sua vida. Em 2012, seu ex-piloto Douglas Gotterba moveu uma ação judicial de assédio sexual contra Travolta. Segundo ele, sua motivação não era aparecer, e sim "contar a história de sua vida e das pessoas envolvidas nela".

Este é o calcanhar de Aquiles de toda celebridade (ser ameaçada por chantagistas). É apenas sobre pessoas que querem dinheiro. Só isso. Acontece em muitos níveis

Travolta escolheu o site "The Daily Beast" para comentar o caso. "Este é o calcanhar de Aquiles de toda celebridade (ser ameaçada por chantagistas). É apenas sobre pessoas que querem dinheiro. Só isso. Acontece em muitos níveis", disse Travolta. "Não me importo muito com acusações. Há os que preferem atacar de volta, mas eu deixo a imprensa falar o que quiser, porque não posso controlar isso."

SIGA O IGAY NO FACEBOOK

Me ofendo mais com as notícias desde a perda do meu filho. Entendo que notícias sexuais sempre geram interesse, mas fiquem longe da minha família. Parte da mídia foi muito baixa, pegou muito pesado na morte do Jett

Gotterba, que trabalhou como piloto particular do ator por seis anos na década de 80, alega que eles tinham um envolvimento romântico, no que vem a ser mais um rumor sobre a sexualidade de Travolta. O ator disse que passou a se incomodar mais com fofocas depois da morte de seu filho Jett, que morreu em 2009 aos 16 anos. Alguns tablóides chegaram a publicar que Jett foi encontrado pelo babá Jeff Kathrein, que era supostamente amante deTravolta.


"Eu me ofendo mais com as notícias desde a perda do meu filho", disse Travolta. "Na ocasião eu me senti pior do que nunca tinha me sentido. Entendo que notícias sexuais sempre podem interessar alguém, mas fiquem longe da família. Parte da mídia foi muito baixa, pegou muito pesado na morte do Jett."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.