Boa, Timão! Equipe paulistana mostrou consciência social e propriedade ao declarar que não está conivente (ou indiferente) com os casos de ataques racistas e crimes homofóbicos

"Aqui é o time do povo, do povo, para o povo", começa o manifesto que o time do Corinthians divulgou em sua página oficial no Facebook.

Time do Corinthians divulga manifesto condenando racismo e homofobia
Reprodução/Facebook
Time do Corinthians divulga manifesto condenando racismo e homofobia

O texto está aí ao lado para quem quiser ler. É uma iniciativa nobre em momentos de ataques no campo e fora dele, de violência gratuita, de crimes bárbaros. "Aqui não tem pobre, rico, negro ou branco", diz o manifesto, em alusão clara ao caso que aconteceu no estádio do Grêmio na partida Grêmio X Santos em Porto Alegre.

SIGA O IGAY NO FACEBOOK

Para quem estava em Marte, a torcida gremista xingou o jogador santista Aranha de macaco. Uma torcedora especialmente ficou marcada pelo episódio, porque foi resistrada pelas câmeras da TV. Feio, né?

Estamos com o manifesto: racismo não tá com nada. Mas a parte que mais agradou o iGay, temos que confessar, é onde ele diz que "aqui não há, e nem pode haver, homofobia. Pelo fim do grito de 'bicha' no tiro de meta do goleiro adversário. Porque a homofobia, além, de ir contra o princípio de igualdade que está no DNA do corinthiano, ainda pode prejudicar o Timão." 

É isso aí. 



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.