Ela é vereadora em Presidente Venceslau, cidade a 620 km de São Paulo, onde vive com um homem. Seu registro mostra a realidade de outra pessoa: um homem solteiro

Carla Zíper é seu nome social. Ela vive com um homem há 25 anos. Depois de duas eleições frustradas, foi eleita vereadora na terceira tentativa, em 2012. Agora concorre ao cargo de deputada estadual pelo PDT em Presidente Venceslau, cidade de 43.000 habitantes a 620 km de São Paulo. Segundo ela contou ao iGay, é respeitada pela cidade e pelos colegas, mas o registro da sua candidatura foi feito com seu nome de batismo. O resultado é que Carla Zíper é candidat o a deputad o

A foto é de Carla Zíper, o nome de José Carlos Pereira de Carvalho
Reprodução
A foto é de Carla Zíper, o nome de José Carlos Pereira de Carvalho

"Minha carreira política aqui em Venceslau privilegia as classes sociais menos favorecidas", diz ela. "Recebi um certificado como a vereadora mais atuante do município."

Segundo ela conta, seu trabalho com as pessas carentes envolve visitas, ajuda às famílias desalojadas pelas chuvas torrenciais que atingem a cidade e um trabalho de prevenção e conscientização sobre HIV/Aids. "É um problema sério na região, calculamos que 8.000 pessoas estejam infectadas."

SIGA O IGAY NO FACEBOOK

Formada em História pela Uniep, ela acredita que está conseguindo derrubar a barreira do preconceito com seu trabalho e contato com a população. "A economia da nossa cidade é muito baseada na pecuária e na agricultura, ambiente de pessoas mais conservadoras, que pensam como antigamente. O preconceito existe, mas como eu faço trabalho social, ajudo pessoas com necessidade de tratamento médico e ofereço amizade, afeto e carinho para a população, consigo respeito como vereadora no município. E através da minha pessoa, melhora a relação da cidade com os LGBTT."

Nome para a urna do candidato: Carla Ziper
Reprodução
Nome para a urna do candidato: Carla Ziper


Sem ser casada oficialmente, vive com um homem há 25 anos. "É um homem da cidade também, as pessoas o respeitam muito" E quanto ao fato de você ter de carregar seu nome de batismo com você, mesmo que use um nome social? "Então, minha querida, a gente se sente chateada, mas fazer o que? Parte da população me chama de Carla Zíper, quem ganhou a eleição foi a Carla Zíper. Para mim o nome de batismo foi enterrado, sepultado. Mas quem me conhece desde criança sente dificuldade."

Carla está trabalhando para mudar seu nome para o nome social. "Estou em fase de iniciativa para tentar reverter o nome. Na Câmara Municipal, na hora de votação de projetos de lei ou de discursar, me chamam pelo nome social. Sou a primeira transexual do estado a ser eleita deputada estadual."

Entre seus projetos de lei estão a criação do Dia contra a Homofobia e do Dia do deficiente Físico, além de criar uma instituição de auxílio à população desamparada de várias cidades da região, como Mirante do Parapanema, Marabá Paulista, Teodoro Sampaio, Presidente Epitácio, Caiuá, Piquerobi, Santo Anastácio. "Sou uma pessoa que não desanimo, enquanto não consigo o que quero não paro de persistir. Pego um martelo e martelo sem parar."


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.