Este fim de semana estreia seu novo filme, "Jealously". O galã que fez cenas de amor com Gregoire Leprince-Ringuet em "Canções de Amor" diz que está ficando velho (31) para ficar nu

Ele tem aquele estilo despenteado-charmoso que conquistou a platéia nos filmes "Os Sonhadores", "Amantes Regulares" e "Canções de Amor", musical que é uma espécie de saudação ao amor sem rótulos. Ismael ( Louis Garrel ) é parte de um trio amoroso em Paris: namora ao mesmo tempo Alice ( Clotilde Hesme ) e Julie ( Ludivine Sagnier ). Depois entra na história também Erwann ( Gregoire Leprince-Riguet ), com quem Ismael vive um romance com beijo, nudez e cenas de cama. 

Louis Garrel em cena de
Reprodução
Louis Garrel em cena de "Jealousy", que estreia em 15 de agosto em NY

Nesta sexta-feira (15), estreia em Nova York o novo filme de Garrel, "Jealousy". Aos 31 anos de idade, ele faz seu papel mais maduro, como um ator divorciado que tem de equilibrar a carreira, a paternidade e uma amante tempestuosa.

"Jealousy" é o quinto filme em que Louis é dirigido por seu pai, Phillippe Garrel . E também repete sempre a parceria com Christophe Honore, o diretor de "Canções de Amor".

SIGA O IGAY NO FACEBOOK

Sobre as cenas de sexo, que ele já fez com homens e mulheres, ele diz que é sempre diferente. "Quando Bernardo Bertolucci me dirigiu em 'Os Sonhadores', nós tratamos isso como um jogo. Com Honore, em 'Minha Mãe', pedi conselhos para Isabelle Huppert . Em 'Canções de Amor', sou eu com um cara mais novo, e foi tudo bem coreografado e muito sensível", lembra. "Na verdade, faz algum tempo que não fico nu em um filme, tenho sentido falta. Mas estou ficando mais velho. Aos 20 anos, seu corpo é mais bonito para mostrar que aos 30. Mesmo que eu não beba muito cerveja."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.