O casamento gay divide a população americana. Em 19 dos 50 estados, ele é permitido sem restrições. Em 10 estados, o veto é considerado inconstitucional e pedidos são julgados caso a caso

Pioneiros na luta pelos direitos humanos, os Estados Unidos não são tão unidos no que se refere ao casamento gay. Enquanto 19 dos 50 estados americanos o aprovam sem restrições (Califórnia, Connecticut, Delaware, Havaí, Illinois, Iowa, Maine, Maryland, Massachusetts, Minnesota, New Hampshire, Nova Jersey, Novo México, Nova York, Oregon, Pensilvânia, Rhode Island, Vermont, Washington e o Distrito de Columbia), outros aceitam apenas a união civil. Os restantes simplesmente o proíbem.

Em 10 estados, o veto estabelecido ao casamento gay está sendo considerado inconstitucional. Nesta quarta-feira (6), um tribunal federal em Cincinatti está julgando seis apelações referentes à proibição de casamentos gays nos estados de Kentucky, Michigan, Ohio e Tennessee.

CURTA O IGAY NO FACEBOOK

O mapa abaixo, reproduzido do site Freedom to Marry (Liberdade para casar) e atualizado dia 17 de julho, mostra a situação dos estados americanos na questão do casamento gay: os estados em vermelho são os que permitem sem restrição, os verdes aceitam a união civil, os brancos proíbem e os listrados estão esperando aprovação. Por enquanto, nestes estados os pedidos de casamento gay são decididos em tribunal.

O casamento gay nos EUA; estados em vermelho permitem, os brancos proíbem, os verdes aceitam apenas a união civil e nos listrados o casamento espera aprovação
Reprodução
O casamento gay nos EUA; estados em vermelho permitem, os brancos proíbem, os verdes aceitam apenas a união civil e nos listrados o casamento espera aprovação




Na terça-feira (5), véspera do tribunal, uma manifestação a favor do casamento gay reuniu centenas de pessoas em Cincinnati.

A decisão dos três juízes envolvidos no julgamento vai pesar de um lado os valores de estados tradicionalmente conservadores e de outro o que os advogados de defesa consideram o direito fundamental de se casar com base na Constituição americana.

VERMONT FOI O PRIMEIRO

O estado de Vermont saiu na frente, liberando as uniões civis em julho de 2000. Massachusetts foi o primeiro estado a legalizar o casamento gay nos Estados Unidos, em 2004. Pesquisa de 2012 do instituto Gallup informou que Dakota do Norte tem a menor proporção de moradores lésbicas, gays, bissexuais ou transexuais em relação à população total dos cidadãos. No caso, 2%.

A situação do casamento gay pelo mundo mostra uma nova divisão demográfica. Enquanto em alguns países gays podem se casar, em outros a homossexualidade é crime passível de pena de morte. Veja o que é o que no  mapa mundi do casamento gay .


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.