O mercado da moda no Brasil ainda engatinha na inclusão de transexuais, mas Melissa vai conquistando seu lugar ao sol


A transexual Melissa Paixão conseguiu furar o bloqueio invisível que existe entre o mercado da moda e os transexuais. No Brasil, catálogos, campanhas e desfiles não costumam incluir transexuais em seus castings. Com a louvável exceção de Lea T., é difícil ver transexuais nas passarelas e ensaios fotográficos.

SIGA O IGAY NO FACEBOOK

Fazendo a "dama de vermelho", Melissa vai estampar o catálogo de uma marca de lingerie de São Paulo com a série de fotos que você confere acima. O nome do ensaio ela mesma deu: "Acordando Sexy e Feliz". "É assim que eu acordo mesmo, de bem com a vida, ainda mais quando durmo com meu namorado. O nome dele não posso dizer, é uma figurinha conhecida. Deixa ficar firme primeiro", diz ela.

Não posso dizer o nome do meu namorado, é uma pessoinha conhecida."

Melissa não teve problema algum em posar de lingerie. "Eu nunca tive pudor. E uso lingerie bacana mesmo, é um investimento." Assim como as peças que vestiu para o catálogo, Melissa gosta de lingerie bem sexy, que mostra bastante o corpo. "Gosto muito do meu decote, do meu colo", revela.

O resultado das fotos, segundo ela, ficou bem "ela mesma". "Ficaram bem bonitas, bem naturais. A gente pensou numa coisa meio novela mexicana, sabe como nas novelas mexicanas elas acordam de camisolinha e lindas, maquiadas? A gente pensou nisso, em fazer uma coisa acordando, de bem com a vida, bonita."

DEVAGAR E SEMPRE

A carreira de Melissa na moda vai bem, obrigada. Modelo exclusiva do estilista Walério Araújo, ela faz sempre campanhas e desfiles para ele. E agora se prepararpara quem sabe fazer seu primeiro desfile na SPFW. "Na temporada de inverno vou tentar fazer meu primeiro SPFW, minha agência está negociando com três grifes."

Mas ela sabe muito bem que os ventos da moda no Brasil ainda sopram contra os transexuais. "O Brasil ainda tem esse preconceito. Em NY é moda, tem muita menina brasileira trabalhando lá, a grife American Apparel é uma que tem há anos uma menina transex em seus catálogos."

Ela certamente tem material para ser uma das precursoras do mercado brasileiro. "Eu não ouço muitas respostas negativas, mas às vezes dizem que não tenho o perfil, como muitas garotas devem ouvir também. O Brasil ainda está andando devagar, mas está andando."




Melissa Paixão na festa de aniversário da apresentadora Dani Albuquerque
Divulgação
Melissa Paixão na festa de aniversário da apresentadora Dani Albuquerque



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.