Austríaca brilhou na semana de alta costura de Paris e foi reverenciada pelo estilista , que ajoelhou e beijou sua mão

Vencedora do Eurovision , o festival da canção da europeu, a drag queen austríaca Conchita Wurst foi a grande estrela do desfile do estilista Jean Paul Gaultier na noite da última quarta-feira (09), durante a semana de alta costura de Paris. Conhecida por ser uma drag barbada e andrógina, Conchita encerrou a apresentação do designer francês vestida de noiva.

CURTA O IGAY NO FACEBOOK 

Como era de se esperar, Conchita não desfilou como uma noiva comum. O vestido dela era predominantemente preto, incluindo um véu negro transparente no look. No final do desfile, Gaultier se ajoelhou e beijou a mão dela.

Presente na semana da moda parisiense, o cineasta Baz Luhrmann falou sobre a presença de Conchita no desfile.

O prestigiado diretor de “Moulin Rouge: Amor em Vermelho” e “O Grande Gatsby” elogiou a escolha dela pelo estilista francês. "Gaultier sempre abordou a sexualidade transgênero, em altos e baixos”, comentou Luhrmann.

“Ter o show dele coroado pela grande dama da drag queen ou a expressão transexual correta para defini-la faz todo o sentido”, concluiu o cineasta, bastante popular na comunidade LGBT internacional.

*Com informações da AP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.