Descrevendo fatos como a história da Revolta de Stonewall, obras mostram como a comunidade LGBT se organizou para enfrentar o preconceito e exigir seus direitos

Jonathan Rhys Meyers, Jeremy Irvine e Ron Perlman serão os protagonistas de 'Stonewall'
Alberto E. Rodriguez/Michael Buckner/Frazer Harrison/Getty Images
Jonathan Rhys Meyers, Jeremy Irvine e Ron Perlman serão os protagonistas de 'Stonewall'

Neste 28 de junho é celebrado o Dia Mundial do Orgulho Gay. A data marca o aniversário de 45 anos da revolta  que aconteceu no bar Stonewall Inn, em Nova York, em 1969. Na ocasião, LGBTs se rebeleram contra a constante repressão da polícia ao estabelecimento e reagiram, partindo para o enfrentamento.  

SIGA O IGAY NO FACEBOOK 

A revolta de Nova York vai virar filme pelas mãos do diretor de Roland Emmerich,   responsável pelas produções "Independence Day" (1996)  e "O Dia Depois de Amanhã" (2004). No elenco, estarão os atores  Jonathan Rhys Meyers,  Ron Perlman   e  Jeremy Irvine.  A estreia do longa "Stonewall" está prevista para 2015.

O novo filme vai se juntar a outros que contam momentos importantes na história do movimento gay.  Esse é o caso de "Milk - A Voz da Igualdade" (2008), que narra a trajetória  do ativista gay Harvey Milk , figura fundamental nos direitos LGBT nos Estados Unidos. Entre diversos prêmios, o longa o conquistou o Oscar de melhor roteiro para Dustin Lance Black. 

Embora existam alguns filmes importantes sobre o tema, é nas estantes que o movimento conta uma variedade de obras maior.  Livros que contam, por exemplo, como o movimento gay se formou e se desenvolveu no Brasil, como faz "Na Trilha do Arco-Íris" (Editora Perseu Abramo), obra da pesquisadora  Regina Facchini e do professor do Departamento de Antropologia da USP (Universidade de São Paulo)  Júlio Simões. 

Conheça livros que falam do movimento gay e dos direitos LGBT: 

A comunidade gay brasileira chamou atenção inclusive de alguns estudiosos estrangeiros, como o brasilianista  Richard Parker,  que publicou em "Abaixo do Equador" (Editora Record), que traça um panorama do movimento no Rio de Janeiro e em Fortaleza.

Presente no Brasil desde a década de 70, o também brasilianista James N.Green, abordou o tema em "Além do Carnaval Homossexualidade Masculina no Brasil do Século XX" (Unesp).

GAYS NO CINEMA E NA MÍDIA 

Já no livro "A Imprensa Gay no Brasil" (Publifolha), a pesquisadora Flávia Péret apresenta a imprensa voltada para o público LGBT desde a década de 50, mostrando seu surgimento com o jornal "Lampião da Esquina", editado por  Aguinaldo Silva e João Silvério Trevisan.

Referencia no universo LGBT, o empresário André Fischer  publicou em 2008 "Como o Mundo Virou Gay" (Editora Ediouro), uma coletânea com textos escritos por ele no jornal Folha de S. Paulo, entre 1996 e 2006. Fischer aborda em seus textos diversos aspectos da vida dos LGBT no Brasil, especialmente na capital paulista.  

Jean Wyllys é autor do livro
ig
Jean Wyllys é autor do livro "Tempo Bom, Tempo Ruim"

Recém-lançado, "Tempo Bom, Tempo Ruim" (Paralela), livro do deputado federal e colunista do iGay Jean Wyllys  (PSOL-RJ) traz importantes reflexões sobre o movimento gay e um pouco de sua experiência no Congresso Nacional. Além disso, Jean aborda a homofobia no futebol e as manifestações de junho de 2013. 

Na área do entretenimento, a obra "A TV no Armário - A Identidade Gay nos Programas e Telejornais Brasileiros" (Edições GLS), de  Irineu Ramos Ribeiro,  aponta a forma como os LGBTs são retratados no País.

Da mesma forma, "Cine Arco-Íris" (Edições GLS), de  Stevan Lekitsch, levanta o histórico de 270 longas com temática gay dos úlimos 100 anos. 

DIREITOS GAYS 

Outros livros se debruçam sobre os direitos da população LGBT. Nesse universo, três merecem destaque.  O primeiro  é "A Justiça e os Direitos de Gays e Lésbicas" (Sulinas),  de  Célio Golin, Fernando Altair Pocahy e Roger Raupp Rios. 

“O Movimento LGBT e a Homofobia – Novas perspectivas de políticas sociais e criminais” (Criação Humana), de  Clara Masiero  e "Luta , Resistência e Cidadania - Uma Análise Psicopolítica dos Movimentos e Paradas do Orgulho" (Jurua ) de  Alessandro Soares da Silva  são os outros dois livros essenciais. 


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.