Tamanho do texto

iGay pediu ajuda a sexólogos, terapeutas e proctologistas para esclarecer questões que ainda são tabu dentro e fora da comunidade LGBT

A comunidade gay está cada vez mais visível nas ruas, nas novelas, no esporte, na política, no cinema, mas não melhorou a percepção que se tem sobre o sexo praticado entre dois homens. O que acontece com um casal gay entre quatro paredes ainda é tabu. As dúvidas são muitas, entre os heterossexuais e mesmo entre os próprios gays, que não têm muita alternativa a não ser descobrir na prática as respostas a questões ligadas ao sexo.

ACOMPANHE O IGAY NO FACEBOOK 

Por isso, o iGay conversou com sexólogos e proctologistas e fez todas aquelas perguntas sobre sexo que você gostaria de fazer e não tem para quem, ou onde, ou quando. Confira:

1. Sexo gay sempre tem penetração?
Não necessariamente. Essa é na verdade uma decisão do casal, que define o que quer fazer no momento do sexo. A masturbação e o sexo oral são alternativas ao sexo anal, onde existe a penetração, que pode ser, mas não é necessariamente a conclusão do ato sexual.

Fatima Protti – Psicóloga e terapeuta sexual. Colunista do iG

2. Tenho que ir ao Urologista ou ao Proctologista?
Ao iniciar a vida sexual, é importante procurar o médico adequado. Consultar um urologista é indicado para qualquer homem, seja gay ou hetero. Já quando se desempenha o papel de passivo, é preciso procurar também um proctologista, que vai acompanhar eventuais lesões que podem acontecer para quem recebe o sexo anal. Esses profissionais vão orientar os cuidados necessários para você e seu parceiro.

Cida Lopes, Psicóloga e terapeuta sexual e educadora sexual

3. Quais são as medidas de proteção indicadas para o sexo gay? Tem diferença se o pênis for circuncisado ou não?
Independente de ser sexo oral ou sexo anal, de o pênis ser ou não circuncisado, o melhor método de prevenção contra DSTs é o uso de preservativos (camisinha), em todas as relações sexuais.

Dr. Théo Lerner, Especialista em Ginecologia, Obstetrícia e Sexualidade 

4. Sexo oral pode transmitir doenças?
Sim, particularmente o HPV – Papilomavírus, conhecida também com a verruga genital. Por isso a necessidade do preservativo, inclusive no sexo oral.

Dr. Gerson Pereira Lopes, especialista em sexologia clínica

5. Só passivos podem pegar AIDS e DSTs?
Não, tanto a pele do pênis quanto a mucosa do reto tem a capacidade de absorver sangue e outros fluidos. É como quando você passa um creme na mão, onde parte do creme evapora e parte é absorvido pela pele. No contato de pênis e ânus, os dois estão expostos ao mesmo material.

Cida Lopes

6. A lubrificação do pênis pode transmitir alguma doença?
Sim, essa primeira secreção, que se assemelha a uma gelatina, pode conter tanto vírus quanto espermatozóides. Por isso, muitas mulheres ainda engravidam, pois acreditam que o coito interrompido inibe a entrada de espermatozóides. Então é ideal o uso do preservativo e do lubrificante artificial, para ajudar na penetração e não causar nenhuma lesão.

Cida Lopes

7. A partir da primeira penetração, tem alguma mudança irreversível no canal anal?
No caso do sexo vaginal, na primeira experiência existe o rompimento do hímem. O mesmo não acontece com o ânus, porque não existe nenhuma mudança física após a primeira penetração. É importante lembrar que a primeira penetração do ânus não implica necessariamente na “perda da virgindade”, que pode ser entendida de diferentes formas de acordo com a visão de cada um (primeiro sexo oral, primeira masturbação e assim por diante).

Dr. Théo Lerner

8. Pode existir frouxidão da musculatura anal após a prática do sexo anal? 
Se o ato sexual for consentido, houver relaxamento do ânus e uma boa lubrificação, não acontecem lesões, portanto não tem porque ter frouxidão, que levaria ao não controle das fezes.

Dr. Théo Lerner

9. É indicado fazer “chuca” (lavagem interna do reto) antes do sexo?
Apesar de ser uma prática relatada por muitos pacientes, ela pode trazer alguns malefícios, como lesões na região anal, assim como a retite, uma inflamação na mucosa do reto, responsável pelo revestimento de todo o sistema digestivo, e que protege o órgão.

Dr. Marcon Censoni de Ávila e Lima, Chefe do serviço de Cirurgia Geral e Proctologia do IBCC (Instituto Brasileiro Controle do Câncer)

10. Dor é normal no sexo anal?
Não, isso acontece devido à tensão da pessoa. O relaxamento é essencial para uma prática saudável do sexo anal. A primeira reação do ânus é de contração, e só após o relaxamento deve acontecer a penetração. Encontrar também a posição correta pode ajudar na prática com prazer e sem dor.

Cida Lopes

11. É normal ter sangue na hora do sexo anal?
Não, o sangramento significa que algum vaso foi rompido. Algumas hipóteses são a presença de pequenas hemorroidas, fissuras, lesões e até condiloma, uma infecção causada pelo vírus HPV. Ao perceber qualquer sangramento, o ideal é buscar um proctologista.

Dr. Marcon Censoni de Ávila e Lima

12. Sexo anal pode ser praticado todos os dias?
Cada caso é um caso, depende do conforto da pessoa, de como o sexo tem sido praticado e de inúmeros outros fatores que vão desde o tamanho do pênis até o nível de relaxamento. Caso algo esteja incomodando, o ideal é consultar um proctologista.

Cida Lopes

13. Posso me alimentar antes de praticar sexo anal?
Sim, a digestão demora um tempo para acontecer. Porém a região anal pode conter fezes de alimentações anteriores, por isso é importante o uso do preservativo em todas as relações.

Fatima Protti

O uso da dedeira é indicada na prática do 'fio terra'
Divulgação
O uso da dedeira é indicada na prática do 'fio terra'

14. Unhas cumpridas podem machucar na prática do “fio terra”?
Sem dúvida, as unhas podem causar lesões na mucosa do reto ou no próprio canal anal, por isso é recomendado o uso da chamada dedeira, uma espécie de preservativo para os dedos vendidos em farmácias e casas de material hospitalar.

Dr. Marcon Censoni de Ávila e Lima

15. Ejacular dentro do ânus faz mal?
O ideal é sempre usar o preservativo, pois o pênis que penetra o ânus pode acabar desenvolvendo infecção na uretra. Porém, caso a camisinha não seja usada por algum motivo, não existe problema no acúmulo de esperma na região anal.

Dr. Marcon Censoni de Ávila e Lima

16. Tem algum problema fazer sexo oral depois do sexo anal?
Sim, porque existe uma alta possibilidade de contaminação bacteriana. O recomendado é a troca do preservativo após cada prática.

Dr. Marcon Censoni de Ávila e Lima