Clique e arraste para ver a transformação do ator na transexual da peça “Hedwig and the Angry Inch”, em cartaz na Broadway

No final de março passado, Neil Patrick Harris deixou para trás, após nove temporadas (2005-2014), o papel do mulherengo Barney Stinson na série “How I Met Your Mother”. Nem bem desencarnou do garanhão, o ator de 40 anos assumiu um personagem totalmente oposto a este. Harris está vivendo uma transexual no musical “Hedwig and the Angry Inch”, que estreou há poucos dias na Broadway, em Nova York.

CURTA O IGAY NO FACEBOOK 

A mudança de personagem valeu a pena. Além de ser um dos espetáculos mais badalados desta temporada da Broadway, “Hedwig and the Angry Inch” acaba de render uma indicação de melhor ator de musical para Harris no prêmio Tony, o mais importante do teatro americano. A produção ainda recebeu outras sete indicações.

Veja a transformação de Neil Patrick Harris no teatro:

Os críticos teatrais também se derramaram em elogios à atuação de Harris. O New York Times disse que “Hedwig and the Angry Inch” o colocou na elite dos astros do musical americanos. O Hollywood Reporter chamou o desempenho dele de “mais do que fabuloso”.

“Hedwig the Angry Inch” conta a história de uma transexual alemã Hedwig (Harris) que tenta desesperadamente migrar para o lado ocidental de Berlim na década de 80, antes da queda do famoso muro que dividia a capital alemã em opostos comunista e capitalista. A personagem consegue que um soldado americano a leve para os Estados Unidos, mas antes ele exige que ela faça uma cirurgia de mudança de sexo, assumindo completamente a sua identidade feminina.

O problema é que a cirurgia de adequação de gênero não é bem- sucedida, como insinua marotamente o título do musical. Para complicar mais ainda, Hedwig é abandonada quando chega aos EUA. A tragicomédia continua quando ela tem as músicas que compôs roubadas por seu namorado, que virá astro com o fruto do roubo. 

Além de toda essa trama rocambolesca, o musical conta uma trilha sonora roqueira que sacode a plateia. 

O espetáculo estrelado por Harris é uma remontagem do original de 1988, escrito, dirigido e estrelado por John Cameron Mitchell . Em 2001, o texto teatral ganhou uma versão no cinema, que no Brasil ganhou o título de “Hedwig – Rock, Amor e Traição”.

GAY ASSUMIDO E PAI DE FAMÍLIA

Em 2006, Harris saiu do armário em uma entrevista à revista People. "Estou feliz por dissipar os rumores e os equívocos, estou muito orgulhoso em poder dizer que sou um homem gay muito feliz, que vive sua vida plenamente.”, declarou ele à publicação. Um ano depois, o ator assumiu seu relacionamento com o então noivo David Burtka no tapete vermelho do prêmio Emmy.

Na época em que o ator se assumiu, especulações nos bastidores da indústria do entretenimento nos EUA colocaram em dúvida a possibilidade de Harris continuar mantendo a veracidade do papel de garanhão mulherengo em “How I Met Your Mother” depois de se revelar gay.

O tempo mostrou que as especulações eram infundadas. Neil manteve com competência o papel na série. O conquistador inveterado Barney foi certamente um dos responsáveis por essa longevidade do programa.

Harris e o marido com os filhos gêmeos Harper Grace e Gideon Scott
Getty Images
Harris e o marido com os filhos gêmeos Harper Grace e Gideon Scott


A carreira dele nas telas começou cedo. Aos 15 anos, ele estrelou ao lado de Whoopi Goldberg o filme “Clara's Heart”, em 1988. No ano seguinte, aos 16, o ator ganhou a sua própria série, “Doogie Howser, M.D.” , na qual vivia o personagem-título, um adolescente precoce que trabalhava como médico. O seriado, que no Brasil levou o nome de "Tal Pai, Tal Filho", teve quatro temporadas.

Depois de muitos papéis na TV, no cinema e também nos palcos, Harris estreou com sucesso em 2009 como apresentador do Tony, a premiação que celebra os melhores espetáculos da Broadway e que agora tem o ator entre os seus indicados neste ano.

Neil e David têm um lindo casal de filhos gêmeos de três anos, Harper Grace e Gideon Scott . Eles nasceram em 2010, por meio de uma de inseminação artificial numa barriga de aluguel.

No documentário da HBO “The Out List” (2013), o ator e apresentador contou como conheceu o marido David, em 2004. “Um dia, eu estava andando em uma rua de Nova York com uma amiga e vi um conhecido dela, parecendo James Dean, todo estiloso. Falei que ele era um gato, mas minha amiga disse: ‘Esquece, o David não é gay. Só que nós dois começamos nos encontrar logo depois. E como um bom casal de lésbicas, fomos morar juntos depois de três meses. Nunca mais nos separamos.”

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.