Festival Internacional do Documentário Musical tem filmes sobre ícones gays da música em sua programação

Em exibição até o dia 11 de maio, a 6ª edição do Festival Internacional do Documentário Musical (In-Edit Brasil), em São Paulo, propõe um panorama dos melhores documentários e também debates sobre música. Entre seus 60 títulos, muitos são filmes de temática LGBT.

CURTA O IGAY NO FACEBOOK 

Um dos destaques da programação com foco na diversidade é o documentário "Olho Nu", dirigido por Joel Pizzini , que se debruça sobre os 70 anos do cantor Ney Matogrosso.  falando de vida pessoal e carreira artística. Já o diretor Lufe Steffen   faz um convite para um passeio pelos meandros da noite gay paulistana, num período entre os anos 1960 a 1980, em seu filme "São Paulo em Hi-Fi". 

A intensa história da cantora  Angela Ro Ro é contada pelas lentes de Jodele Larcher, que acompanhou a cantora durante a gravação de um especial televisivo. O resultado foi o documentário "Eu Sou Insana". 

 "Cauby – Começaria Tudo de Novo" completa a seleção de filmes LGBT do festival. Do diretor Nelson Hoineff , o documentário faz Cauby Peixoto abrir o jogo sem perder a pose.

O evento tem ingressos com valores que ficam entre R$ 1 e R$10, dependendo da sala de exibição.

________________________________________________________________

Serviço:
"Cauby – Começaria Tudo Outra Vez"
Cinemateca - Sala Petrobrás – 08/05, às 18h30
Largo Senador Raul Cardoso, 207-Vila Clementino

"Olho Nu"
Cinemateca Sala Petrobrás – 09/05, às 20h30

"São Paulo em Hi-Fi"
MIS – 10/05, 15h30
Avenida Europa, 158 - Pinheiros

"Eu Sou Insana?"
Matilha Cultural, dia 07/05, às 18h30, dentro do ciclo Curta um Som 1
Rua Rego Freitas, 542 - República
Cine Olido, dia 08/05, às 19h - após a exibição, show com Angela Rô Rô, na sala Olido, 
Cine Olido da 09/05, às 17h, dentro do ciclo Curta um Som 1
Avenida São João, 473 - Centro

www.in-edit-brasil.com/HOME


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.