Se divulgar imagens, vídeos ou narrar encontros íntimos com ex-jogador e deputado, Thalita Zampirolli pagará R$ 10 mil por cada divulgação

Uma decisão da Justiça de Brasília proibiu na prática que a modelo transexual Thalita Zampirolli fale sobre o seu suposto romance com o ex-jogador e deputado federal Romário (PSB-RJ). A medida impede que ela divulgue imagens e vídeos de encontros íntimos com ele. Do mesmo modo, Thalita não pode narrar eventos deste tipo com o ex-atleta.

CURTA O IGAY NO FACEBOOK


Se desobedecer a decisão da Vigésima Quinta Vara Cível de Brasília, Thalita terá que arcar com uma multa de R$ 10 mil para cada divulgação ou narração que contenham imagens ou o nome de Romário.

A decisão de Brasília foi tomada em caráter liminar após um pedido de urgência dos advogados de Romário.


Thalita teve um suposto caso com Romário
Reprodução/Facebook
Thalita teve um suposto caso com Romário

“Diante da prova documental juntada aos autos, inclusive as fotos juntadas, no tocante ao uso de fotos e imagens, bem como acerca de narrativa de encontros íntimos entre os litigantes, mostra-se relevante o fundamento da demanda, diante da proteção constitucional à intimidade e à honra de qualquer cidadã (ão). Deflui dos autos que a autor e a parte ré saíram de mãos dadas de casa de shows na cidade do Rio de Janeiro em 13 de dezembro de 2013, fato afirmado pelo autor”, descreve o despacho do juiz de Brasília, reconhecendo que Romário e Thalita se encontram no lugar citado, como jornais do Rio de Janeiro divulgaram na época.

Na sequência deste trecho do despacho, o juiz de Brasília determina a proibição. “Porém, tal evento não permite, em tese, à parte demandada divulgar imagens ou mesmo narrar eventual (is) encontro (s) íntimo (os), cuja exposição, a princípio, malfere a regra de confiança, caracteriza abuso de direito e tem o condão de macular a intimidade, com potencialidade lesiva a direito de personalidade, ainda que o autor seja pessoa pública e alvo da curiosidade de grande parte da população.”

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.