Conheça a turma de fãs gays que não abandonam a cantora, mesmo na fase de baixa em que ela vive. Popstar estimula jovens a se assumirem e a se aceitarem

A crítica torceu o nariz para seu último trabalho, "Artpop". As vendas do álbum também não corresponderam a alta expectativa criada pelo sucesso dos discos anteriores. Mas para um grupo numeroso de fãs, a cantora americana  Lady Gaga , que completou 28 anos na última sexta-feira (28), continua sendo a estrela número um, não importando a posição em que ela ocupa nas paradas. Eles são os little monsters. 

CURTA O IGAY NO FACEBOOK 

Batizados pela própria cantora com este nome, estes fãs mostraram aqui no Brasil a sua força e também sua devoção por Gaga. Na sexta, a hashtag #HappyBirthdayLadyGaga, que dava parabéns a estrela, foi primeiro lugar nos Trending Topics do Twitter no País.

A música
Arquivo pessoal
A música "Born This Way" de Gaga mudou a forma de Leonardo ver a vida

Grande parte destes fãs são jovens gays, que veem a cantora como musa inspiradora. O estudante de Arte Leonardo Egito , 18, é um deles. Mas ele demorou a admitir sua paixão por Gaga, já que era fã de outra popstar, a cantora Beyoncé .

Eles só tinha olhos para a Queen B até ouvir a parceria de Beyoncé com Gaga na música “Telephone” (2009). Desde então, o jovem se tornou little monster.

Para Leonardo, o título de Mother Monster que os fãs deram a cantora faz todo o o sentido. “Somos, de fato, uma família e temos ela como uma verdadeira mãe”, defende o estudante, que vive na cidade do Rio de Janeiro.  

Aliás, a Mãe Monstro foi fundamental no processo de aceitação da homossexualidade de Leonardo. “A Lady Gaga me deu coragem para me assumir, me aceitar. Antes dela, eu tinha vergonha de ser gay", confessa o estudante, que viu no hit "Born This Way" da cantora a força necessária para sair do armário. 

Lady Gaga me deu coragem para me assumir, me aceitar. Antes dela, eu tinha vergonha de ser gay (Leonardo Egito)

"No momento em que ouvi a música, fui percebendo que todas as respostas da minha felicidade já estavam em mim. Aquele som colocou tudo pra fora. Aquela letra me ajudou a ser quem eu sou e, por consequência, me trouxe a felicidade”, analisa estudante.

Me assumi para minha família há pouco tempo. Como na maioria dos casos, sofri uma grande rejeição. A Gaga me inspirou para me manter forte (Luís Fernando Costa)

O também estudante Luís Fernando Costa , 18, compartilha com Leonardo uma relação semelhante com Gaga. “Me assumi para minha família há pouco tempo. Como na maioria dos casos, sofri uma grande rejeição. A Gaga me inspirou para me manter forte, nunca desistir dos meus sonhos e objetivos”, relata o jovem, que vive em Sorocaba, no interior de São Paulo.

“Tenho sempre em mente música "Born This Way”. Sempre admirei a luta dela contra homofobia, contra todo o tipo de preconceito. Como ela cita na sua música, eu sou lindo do meu jeito, pois Deus não erra”, afirma Luís Fernando, emocionado.

RAINHA NÃO PERDE A MAJESTADE 

Lançado no final do ano passado, "Artpop" também se deu mal no mais importante prêmio da música, o Grammy. Um desempenho bem diferente dos discos anteriores. "The Fame" venceu como Melhor Álbum de 2010. Já "Bad Romance" deu a Gaga o prêmio de Melhor Performance Vocal Pop Feminina,  em 2011.

Mas os fãs não concordam com essa avaliação. Para eles, "Artpop" é um álbum onde Gaga brilhou e mostrou o seu melhor.  “Amo mais que tudo, tem muita arte e vocais incríveis. Amo o lado rica, esquizofrênico que ela tem”, se derrete o bailarino Matheus Julião , 18, da cidade de Ouro Preto (MG). 

“Ela quis deixar de lado a crítica a indústria pop e focar na música, na arte. Além disso, foi muita pressão, pouca divulgação. Conhecendo bem a Gaga, acredito que ela ficou desanimada com a gravadora, que tenta controlar o trabalho dela, querendo apenas lucro", argumenta Leornardo, justificando as vendas baixas do disco.  

MELHOR DIA DA VIDA 

Se derramando em elogios ao falar do carinho de Gaga com os fãs, Leonardo recorda com orgulho o show que viu da popstar no Rio, em 2012. 

"O melhor dia da minha vida até hoje. Consegui pegar a Monster Pit, que é uma área próxima ao palco. Na música "Alejandro", os fãs levantaram cartazes com seus nomes e ela os lia em voz alta. Um dos nomes foi o meu. Foi fantástico”, conta orgulhoso, Leonardo. O estudante tem outro momento importante com a sua musa na mesma época. 

Como bom little monster que se preze, Leonardo deu plantão na porta do hotel onde Gaga se hospedou no Rio no período do show. A vigília valeu a pena, o estudante ganhou um lanche enviado pela cantora. 

Na porta do hotel onde Gaga se hospedou em 2012, Leonardo exibe orgulhoso o lanche enviado pela cantora
Arquivo pessoal
Na porta do hotel onde Gaga se hospedou em 2012, Leonardo exibe orgulhoso o lanche enviado pela cantora

O plantão de Luís Fernando com a popstar se dá nas redes sociais, nas quais o estudante segue todos os movimentos de sua diva. "No meu celular, todas as músicas são da Gaga. Parece exagero, mas é um vício. Só aparecem postagens relacionadas a ela na minha timeline do Facebook", relata o jovem. 

VOTE: Qual é a maior diva gay de todos os tempos?

Luís Fernando também acompanha na internet as constantes trocas de figurino da diva "Me mantenho atualizado para saber onde ela está e qual roupa ela está vestindo. Sei também quantas vezes ela trocou de roupa, a Gaga troca de roupa várias vezes durante o dia”, explica o estudante, com o conhecimento característico dos litte monsters.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.