Autora de vazamentos ao WikiLeaks e condenada a 35 anos de prisão, militar que era conhecido Bradley Manning pediu a tribunal para mudar identificação para Chelsea Elizabeth

Conhecida internacionalmente após de ter sido condenada por entregar informações secretas do governo dos EUA ao site de vazamentos WikiLeaks,  a soldado transexual que era conhecida Bradley Manning solicitou a um tribunal no Kansas a alteração de seu nome de batismo para seu nome social feminino, Chelsea Elizabeth Manning .

Bradley Manning e sua identidade feminina, Chelsea
Reprodução
Bradley Manning e sua identidade feminina, Chelsea

CURTA O IGAY NO FACEBOOK 

De acordo com o jornal Leavenworth Times, o tribunal do condado de Leavenworth  tem audiência agendada no próximo dia 23 de abril para a solicitação de alteração de nome Manning.  

A petição foi apresentada em 27 de janeiro e publicada no dia 1º de março. Mas só agora foi apresentada ao público pelo advogado de Manning, David Coombs. 

Por hora, a soldado ainda não tem acesso à terapia de reposição hormonal e readequação de gênero pela prisão militar. Segundo a lei americana, em prisões civis o tratamento é obrigatório.

Atualmente, as Forças Armadas dos EUA não permitem transexuais em corpo de militares.  

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.