Fãs lésbicas do reality opinam sobre a sinceridade e o futuro do relacionamento das sisters. Para elas, namoro gay em rede nacional ajuda a quebrar preconceito contra homossexuais

Elas são de longe as participantes mais interessantes da atual edição do “Big Brother Brasil”, a de número 14. A stripper Clara Aguilar , 25, e a modelo Vanessa Mesquita , 27, têm agitado o confinamento com seu namoro – e também com brigas e cenas de ciúme típicas de casais. O relacionamento divide opiniões dentro e fora da casa. Muitos gostam e torcem pela relação delas, mas outros acreditam que elas estão juntas para criar polêmica e virar o centro das atenções do reality show da TV Globo.

As suspeitas em torno do romance se devem principalmente ao fato de Clara ser casada com um homem. Aliás, o marido dela declarou, numa rede social, que não se opõe ao romance das sisters. Rumores não confirmados ainda dão conta que Vanessa teria uma namorada fora do confinamento.

CURTA O IGAY NO FACEBOOK

O iGay conversou com meninas lésbicas que assinam blogs populares na web para saber a opinião delas sobre o casal mais polêmico do “BBB14”.

“Apesar de tudo o que dizem, acho fofas as duas juntas. Vendo as brigas que elas tiveram, você percebe que ali tem algo de real, não acho que faça parte da estratégia”, opina Bruna Salatiel , produtora e colunista do blog Sapatômica , que percebe sinais de um relacionamento verdadeiro entre Clara e Vanessa.

“Com cumplicidade, companheirismo, uma apoia e ajuda a outra. E as brigas de ciúme são típicas de lésbicas, posso dizer por que tenho experiência no assunto”, ironiza Bruna.

Com cumplicidade, companheirismo, uma apoia e ajuda a outra. E as brigas de ciúme são típicas de lésbicas (Bruna Salatiel)

Uma das autoras do blog Dedilhadas , a jornalista Roberta Salles acredita que o relacionamento das duas sisters mudou ao longo do programa. “No começo, era mais uma bagunça, uma forma de aparecer. Mas com o tempo foi ficando um pouco mais sério”, avalia a blogueira, que não sente o mesmo nível de sinceridade entre as duas namoradas. “A Clara parece com muito mais vontade do que a Vanessa. Dá para ver isso nos abraços, nos carinhos. A Vanessa não se entrega por completo.”

A autora do Sapatômica Bianka Carbonieri também questiona o comportamento da modelo. “Eu não consigo acreditar no papo da Vanessa. Gosto da pessoa, do perfil, mas o comportamento que ela tem com a Clara é muito diferente do que estamos acostumadas a ver de um casal, seja ele gay ou hetero. É como se ela só correspondesse os carinhos da Clara quando parece conveniente pra ela, quando ela acha que vai ser útil para edição.”

NAMORO TEM FUTURO FORA DA CASA?

A Clara parece com muito mais vontade do que a Vanessa. Dá para ver isso nos abraços, nos carinhos. A Vanessa não se entrega por completo (Roberta Salles)

A sinceridade do romance da stripper e da modelo será posta à prova quando as duas deixarem o confinamento, o que deve ocorrer até o fim do “BBB14”, previsto para início do próximo mês de abril. Bianka é categórica quanto ao futuro da relação. “Quando as duas saírem, cada uma vai para o seu lado”, prevê a sapatômica, que aposta num inevitável ensaio sensual de Clara e Vanessa numa revista masculina. “E eu estarei belíssima na banca comprando a minha”, brinca a blogueira.

É como se a Vanessa só correspondesse os carinhos da Clara quando parece conveniente pra ela, quando ela acha que vai ser útil para edição (Bianka Carbonieri)

“Eu torço para que vire algo, mas sei que é complicado pelo fato de a Clara ser casada”, analisa Bruna. Roberta também entende que o relacionamento anterior da stripper será um impedimento. “É bem difícil que elas continuem ou assumam um relacionamento aqui fora. A não ser que o casamento termine ou que ele continue em paralelo com o caso com a Vanessa. Mas vamos combinar que não é fácil a Vanessa aceitar isso”, pondera a autora do Dedilhadas.

QUEBRANDO PRECONCEITOS

As três blogueiras concordam que a exibição do namoro entre Clara e Vanessa num programa popular em rede nacional ajuda na luta para quebrar os preconceitos que os homossexuais ainda sofrem por conta de sua orientação sexual. “Adorei que elas se beijaram na primeira festa e que isso foi mostrado na íntegra e várias vezes na Globo. Foi vibrante”, se entusiasma Roberta, sem deixar de revelar o seu incômodo com fato de a imagem de duas pessoas do mesmo sexo se beijando ainda ser um tabu. “Não vejo a hora de ter que parar de festejar esse tipo de acontecimento. Afinal, é algo que tem de ser encarado normalmente.”

Clara e Vanessa formam o casal de mais destaque desta edição
Divulgação/TV Globo
Clara e Vanessa formam o casal de mais destaque desta edição "BBB"

Para Bianka, o casal colabora por causar com seu relacionamento um debate importante. “Acredito que a visibilidade em rede nacional é sempre um jeito de colocar a discriminação em pauta”, explica ela. Bruna aponta o apoio que os parentes das duas sisters deram às duas como um exemplo positivo, que quebra o preconceito de que homossexuais são pessoas sem vínculos familiares.

“Teve uma prova na qual a mãe da Vanessa quis imunizar a Clara. Do mesmo modo, a tia da Clara queria salvar Vanessa. Mostrou uma aprovação e um apoio da família”, exemplifica Bruna, lembrando o momento em que as familiares dos confinados participaram do reality.

Essa desmistificação pode ajudar uma das duas BBBs a vencer o reality, levando o prêmio de R$ 1 milhão. Bianka aposta em Clara como finalista do reality. Bruna também indica a stripper, mas faz uma ressalva.

“O que pode atrapalhar é o fato da Clara ser casada, porque aos olhos do público alvo do programa, o namoro delas é errado, mesmo com o marido apoiando a relação”, pontua Bruna. Já Roberta vê a modelo com mais potencial. “Acredito que a Vanessa tenha uma força no programa por ter voltado de muitos paredões, sempre com boa porcentagem”, justifica.

Dê sua opinião sobre o casal na enquete iGay:




    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.