Nos palcos desde os quatro anos, atriz tem carreira marcada pelo sucesso "Juno"; veja mais sobre a trajetória dela

Depois de sair do armário num discurso emocionado num evento da ONG Human Rigths Campaing, na última sexta-feira (14), em Las Vegas, a atriz Ellen Page  se prepara agora para interpretar a esposa da colega  Julianne Moore  no cinema.  Elas viverão um casal lésbico no drama “Freeheld”.

CURTA O IGAY NO FACEBOOK 

Ainda sem previsão de lançamento, o filme traz Julianne vivendo a história real da policial Laurel Hester, que teve de lutar para a companheira receber uma pensão depois de ter um diagnóstico de câncer terminal.

Ellen vive a esposa de Laurel, chamada  Stacie Andree. Em 2007,  a história do casal foi contada no documentário que tem o mesmo no mesmo do longa de ficção. A produção ganhou o Oscar em sua categoria na ocasião. 

ASSUSTADORAMENTE TALENTOSA

Foi no mesmo ano de 2007 que Ellen ficou conhecida em todo o mundo vivendo a adoravelmente excêntrica adolescente protagonista do longa "Juno".

A personagem, que leva o nome do filme dirigido por  Jason Reitman , é uma jovem de 16 anos que engravida do amalucado namorado Paulie ( Michael Cera ). O dilema do dois é encontrar um casal para ficar com a criança.  

Vencedor do Oscar de Melhor Roteiro Original, o filme também ganhou aplausos da crítica pelo desempenho da atriz. O crítico de cinema do jornal The New York Times afirmou na ocasião que "Juno foi interpretada com equilíbrio pela assustadoramente talentosa Ellen Page”.  

Quando estrelou "Juno", Ellen tinha uma carreira razoavelmente longa, já que o seu primeiro papel de atriz foi aos quatro anos em peças na escola.  

Aos dez anos, Ellen atuava profissionalmente no telefilme canadense "A Vida Nas Minas". A produção depois deu origem a uma série da qual ela também participou, chamada "Pit Pony".  

Foi com o filme “Menina Má.com” (2005) que Ellen ganhou o seu primeiro papel de destaque. Ela estava com 18 anos no longa no qual interpretava Hayley, uma adolescente que caçava  e torturava pedófilos.

A interpretação dela no denso papel foi merecedora de elogios e motivou um convite para viver a mutante Kitty no filme “X-Men – O Confronto Final”. Aliás, Ellen vai voltar ao personagem neste ano, na sequência “X-Men: Dias de Um Futuro Esquecido”, que tem estreia prevista para o próximo mês de maio. 

Mas foi mesmo "Juno" que levou Ellen a despontar ao estrelado. O longa deu a ela indicações ao prêmio de Melhor Atriz no Oscar, no Globo de Ouro e  no Bafta. Entre outras produções cinematográficas, ela se destacou posteriormente nos filmes "A Origem” (2010 ) e "Para Roma, Com Amor” (2012), dirigido por  Woody Allen .

Além do longa “Freheld”,  Ellen se prepara para protagonizar outro filme, “Into the Forest”. Ela vai dividir a cena com a atriz bissexual Evan Rachel Wood numa ficção científica que conta a história de duas irmãs que vivem em uma parte remota de uma floresta ao norte da Califórnia.

Discretíssima, Ellen nunca havia falado de sua vida pessoal até se assumir gay recentemente.  Um único rumor neste sentido foi um suposto romance que teria tido com o ator Alexander Skarsgård  durante as filmagens do thriller “O Sistema”, no ano passado. A informação nunca foi confirmada.  

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.