Em suas 14 edições, o programa global contou com 19 integrantes da comunidade LGBT. A edição atual é a primeira a contar com um casal homossexual, as sisters Clara e Vanessa

O flerte entre a DJ e web stripper Clara Aguiar e a modelo e fisiculturista Vanessa Mesquita  tem agitado o confimanento da décima quarta edição do “Big Brother Brasil”. Esquentado as festas do reality show, as duas trocam carinhos e beijos de tirar o fôlego sem se importar com as câmeras. Elas formam o primeiro casal gay da atração da TV Globo.

Apesar dos inúmeros integrantes da turma LGBT que integraram o programa desde 2002, quando ele estreou, o reality nunca tinha apresentado um casal gay entre os seus participantes. 

CURTA O IGAY NO FACEBOOK 

Ao todo, foram 19 integrantes LGBT em 14 temporadas de "BBB". Já na primeira edição do reality, o público foi apresentado ao cantor André Gabeh,  que ficou conhecido por seu humor ácido e pelas observações ferinas. Durante o "BBB 1", ele teve uma crise nervosa e decidiu raspar suas sobrancelhas, para surpresa do colegas. Gabeh esteve na final do reality e acabou a disputa em 3º lugar. 

Depois da marcante participação do cantor, o programa passou por um hiato de participantes LGBT. Foi só na quinta edição que o reality passou a ter novamente um integrante gay. A ausência foi compensada com a presença de um dos integrantes mais carismáticos, o então professor universitário e hoje deputado federal  e colunista do iGay Jean Wyllys

Bem-humorado e inteligente, Jean conquistou o público e venceu o "BBB5", se tornando o integrante mais querido da edição, ao lado da vice-campeã  Grazi Massafera . Na ocasião, a presença dele contribuiu para a homossexualidade ser debatida mais amplamente no País.  

A edição seguinte do reality teve a sua primeira integrante assumidamente bissexual, a modelo  Fani Pacheco.  Ela retornou ao programa no ano passado, quando fez uma dupla divertida e desbocada no confinamento com a também 'reicidente'  Natália Casassola , que era originalmente uma participante do "BBB8".  Quando o programa terminou, elas posaram nuas juntas para a revista Playboy. 

Outros LGBTs que também estiveram na oitava edição do "BBB8" foram a DJ bissexual  Bianca Jahara  e o psiquiatra Marcello Soares . Ela não teve uma passagem muito marcante, ao contrário dele, que teve uma participação polêmica e cheia de rompantes de temperamento.

A nona temporada não teve integrantes gays ou lésbicas, mas décima, que era dividade em grupos, contou com um time exclusivamente LGBT, chamado "Os Coloridos", da qual faziam parte o estudante  Serginho Orgastic , a jornalista  Angélica Morango  e o maquiador  Dicésar , também conhecido como a drag queen Dimmy Kieer.

Nenhum dos três levou o prêmio principal, mas eles conquistaram o público por serem divertidos e por abordarem a própria sexualidade de uma maneira leve. Serginho e Dicesar até trocaram um selinho numa das festas do programa.

Dicésar, Serginho Orgastic e Angélica Morango formaram uma 'tribo' LGBT no
Divulgação/TV Globo
Dicésar, Serginho Orgastic e Angélica Morango formaram uma 'tribo' LGBT no "BBB9"


UM BROTHER NO ARMÁRIO 

O "BBB" chegou a décima primeira edição com um recorde de participantes LGBT. O administrador  Daniel Rolim , o jornalista Lucival França , a produtora Diana Balsini e a modelo transexual  Ariadna Arantes deram o que falar no reality.

Numa participação inesquecível, Daniel foi o que mais se destacou desta turma e divertiu a todos com suas impagáveis performances ao lado de um coqueiro do jardim da casa do reality,  onde são realizadas as festas do programa.  

No "BBB12", os participantes LGBTs eram dois, a socióloga Analice de Souza  e a representante comercial João Carvalho . Um ano depois, o artista plástico Aslan Cabral representou a comunidade gay na edição de número 13 do reality. 

Na edição atual, além Clara e Vanessa, o "BBB14" também contou com outro integrante LGBT. O empresário  paulistano Vagner . Língua solta, ele não agradou muito nem dentro, nem fora do casa, com suas observações irônicas a respeito dos colegas, sendo eliminado no último dia 28 de janeiro.  

Integrante da quarta edição do "BBB",  o dublador Cristiano Carnevale  é um caso particular na história LGBT do reality.  Ele só se assumiu gay quando está fora do reality, em 2013, quando tentou participar do "BBB13", que confinou ex-integrantes  


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.