Do mesmo modo que Félix e Niko de “Amor à Vida”, outros personagens viveram a expectativa de ser o primeiro par do mesmo sexo a dar um beijo numa novela da Globo

O burburinho é grande. Todos querem saber se Félix ( Mateus Solano ) e Niko ( Thiago Fragoso ) de “Amor à Vida” vão finalmente dar o primeiro beijo gay das novelas da TV Globo, na próxima sexta-feira (31), quando o folhetim se encerra. Com habilidade, o autor Walcyr Carrasco transformou os dois personagens no casal mais querido da trama das 21h, com o público torcendo avidamente para que eles se beijem.

CURTA A PÁGINA DO IGAY NO FACEBOOK 

Nos últimos capítulos exibidos, Félix e Niko ficaram em total intimidade e até dormiram juntos. Apesar das cenas claramente encaminharem os personagens para esse clímax, o beijo não veio. As fichas agora estão todas depositadas no capítulo final na sexta.

Essa expectativa em torno de um beijo gay numa novela global não é nada inédita. Aliás, a cada folhetim televisivo com personagens gays esse burburinho se reacende. Um dos episódios mais recentes neste sentido aconteceu na microssérie “O Canto da Sereia”, que a Globo exibiu no início de 2013.

Na microssérie, as personagens Sereia ( Isis Valverde ) e Mara ( Camila Morgado ) chegaram a protagonizar cenas de pegação bem quentes, mas não se beijaram. Notícias da época davam conta que o beijo entre elas chegou a ser gravado. A emissora nunca confirmou essa informação.

O caso mais famoso de personagens homossexuais que ficaram sem trocar esse carinho tão comum entre casais de qualquer sexo aconteceu na novela “América”, de 2005. Na ocasião, o beijo gay dado pelos atores Bruno Gagliasso (Junior) e Erom Cordeiro (Zeca) foi gravado, mas na última hora a Globo desistiu de exibi-lo, frustrando os telespectadores.

Tudo mundo quer saber se Félix (Mateus Solano) e Niko (Thiago Fragoso) vão se beijar em
Divulgação/TV Globo
Tudo mundo quer saber se Félix (Mateus Solano) e Niko (Thiago Fragoso) vão se beijar em "Amor à Vida"


A ausência do beijo acaba deixando os personagens homossexuais pouco realistas. Porque é pouco crível que duas pessoas que se amam não se toquem carinhosamente ou se beijem. Essa incoerência ficou gritante com a gélida dupla Rodrigo ( Carlos Casagrande ) e Tiago ( Sérgio Abreu ) de “Paraíso Tropical” (2007). Apesar de ter uma relação de total cumplicidade, os dois mal se tocavam quando estavam juntos em cena, parecendo mais irmãos do que parceiros.

Veja na galeria acima mais exemplos de casais gays da ficção que ficaram a ‘ver navios’ e não deram se quer um misero beijo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.