Direcionada ao presidente russo Vladimir Putin, o manifesto também foi assinado por prestigiados e premiados cientistas

Ian McKellen redigiu uma carta contra as politicas antigays da Rússia
Getty Images
Ian McKellen redigiu uma carta contra as politicas antigays da Rússia






Um dos atores mais respeitados do meio cinematográgico e destaque das franquias de filmes “O Hobbit” e “X-Men”, o britânico Ian McKellen  se uniu a 27 ganhadores de prêmios Nobel para fazer um veemente protesto contra o presidente da Rússia Vladimir Putin , pedindo que o político revogue a legislação homofóbica de seu país. O manifesto foi feito por meio de um artigo publicado no jornal inglês The Independent. 

ACOMPANHE O IGAY NO FACEBOOK 

"Protestar nunca é fácil, mas esperamos que expressando nossa oposição à nova legislação incentivaremos o estado russo a abraçar o século 21 de forma humanitária, seguindo politicamentes os princípios democráticos, que inclusive Mikhail Gorbachev  trabalhou tão duro para conseguir ", diz a carta, que foi assinada pelo ator e pelos ganhadores do Nobel, e que faz uma menção ao último presidente da antiga União Soviética, território do qual a Rússia fazia parte.  

McKellen afirmou ter uma relação de forte amizade com os cientistas russos e que não retornará ao país até que sejam revogadas as legislações antigays, apesar de ter recebido convites para participar de festivais de cinema da Rússia

Na carta, McKellen revelou que foi advertido pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros da Inglaterra de que não poderia falar de sua sexualidade caso aceitasse os convites. A restrição o fez assim recusar todas as propostas dos festivais. 

Em 2013, Putin sancionou a lei que coíbe a  chamada “propaganda gay”, que proíbe na prática qualquer expressão de afetividade pública entre casais gays, assim como o debate sobre homossexualidade ou mesmo as paradas LGBT. A Rússia conta também com uma lei veta que casais gays estrangeiros adotem crianças russas.

Além de Ian McKellen, assinam a carta Harold Kroto  (Nobel de Química 1996),  Mairead Maguire (Nobel da Paz 1976) , Eric Cornell (Nobel de Física 2001) , Sheldon Glashow (Nobel de Física 1979) , Brian Josephson (Nobel de Física 1973) , Martin Perl (Nobel de Física 1995) , Roald Hoffmann (Química 1981) , Gerhard Ertl (Química 2007 ) , Susumu Tonegawa ( Fisiologia / Medicina de 1987) , Tony Leggett (Nobel de Física 2003) , Dudley Herschbach (Nobel de Química 1986) , Paul Nurse (Nobel de Fisiologia / Medicina de 2001) , Robert Curl (Nobel de Química 1996) , Martin Chalfie (Nobel de Química de 2008), Richard Roberts (Nobel de Fisiologia / Medicina de 1993) , John Polanyi (Nobel de Química 1986) , Edmond Fischer (Nobel de Fisiologia / Medicina de 1992), Timothy Hunt (Nobel de Fisiologia / Medicina de 2001) , Jack Szostak (Nobel de Fisiologia / Medicina de 2009) , John Coetzee (Nobel de Literatura 2003) , Eric Wieschaus (Nobel de Fisiologia / Medicina de 1995) , Leon Lederman (Nobel de Física 1988) , Peter Agre (Nobel de Química 2003) , John Sulston (Nobel de Fisiologia / Medicina de 2002), Herta Müller (Nobel de Literatura 2009), Brian Schmidt (Nobel de Física de 2011) e Thomas Steitz (Nobel de Química 2009).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.