Alemão Thomas Hitzlsperger acredita que ainda há um longo caminho a percorrer até um jogador gay assumido fazer parte de um time de primeira divisão ou de uma seleção nacional

Ex- jogador de futebol alemão que participou da copa do mundo Thomas Hitzlsperger se assumiu em uma entrevista a um jornal inglês
Getty Images
Ex- jogador de futebol alemão que participou da copa do mundo Thomas Hitzlsperger se assumiu em uma entrevista a um jornal inglês

O ex-jogador de futebol alemão Thomas Hitzlsperger,  que se assumiu gay   recentemente, disse  que os gays praticantes deste esporte são ignorados no meio esportivo. “Os jogadores de futebol homossexuais são invisíveis”, declarou ele, numa entrevista ao programa "Today", transmitido pela rádio britânica BBC 4, nesta quinta-feira (09).  

CURTA O IGAY NO FACEBOOK 

Integrante da seleção alemã entre 2004 e 2010, Hitzlsperger afirmou ainda que há um longo caminho antes de um jogador homossexual assumido fazer parte de um time de primeira divisão ou de uma seleção nacional

Hitzlsperger tinha consciência de sua homossexualidade no final de sua carreira, mas não se sentiu a vontade para sair do armário. “Não sabia o que ia acontecer. Não imaginava (a possibilidade de) jogar futebol e me assumir ao mesmo tempo", explicou o ex-atleta, que não tinha nenhum problema de aceitação na ocasião."Queria ser um jogador de futebol mais do que eu queria falar da minha vida privada”.

"Eu poderia ser o primeiro jogador de futebol a jogar na liga principal a se assumir, mas os jogadores que já fizeram isso levantaram tantas questões, achei que não valia”, prosseguiu Hitzlsperger, torcendo para que a homossexualidade seja tratada como natural no futuro no futebol.

Relembre outros esportista que saíram do armário: 

Hitzlsperger diz ter dúvidas sobre a tão discutida suposta aversão aos de gays neste esporte. “Eu não sei se o futebol é um ambiente tão homofóbico. As pessoas simplesmente especulam que é”, observou ele, acrescentando que não há exemplos de jogadores assumidos nas grandes ligas, o dificulta a averiguação desta hipótese.

O gesto do alemão foi saudado pelo primeiro-ministro britânico David Cameron , que lembrou do time inglês que o ex-atleta jogava. "Como um fã do Aston Villa, eu sempre admirei o que Hitzlsperger fez em campo, mas o admiro ainda mais hoje. Sua atitude corajosa e importante", escreveu Cameron em seu perfil no Facebook.

Helen Grant , ministra britânica do Desporto e Igualdade, também elogiou a atitude do ex-jogador, numa entrevista ao site Pink News. "É uma grande notícia que Thomas Hitzlsperger ter tido a coragem de se assumir. Embora tenhamos feito grandes progressos na mudança de atitudes em relação à comunidade gay , ainda existem muitas pessoas que são invisíveis ou que ainda estão escondendo sua sexualidade com medo da homofobia. Há muito a fazer para ajudar a combater a homofobia no esporte ".

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.