Apresentação foi dedicada ao jovem Vladislav Tornovoi, que foi torturado e morto por ser homossexual

Elton John em apresentação em Nova York, na última quinta-feira (04)
Elton John
Elton John em apresentação em Nova York, na última quinta-feira (04)

Muito se especulou sobre como o cantor  Elton John iria se comportar no seu show em Moscou, na ultima sexta-feira (06), devido as leis antigays aprovadas na Rússia  neste ano. E o astro não se intimidou com as possíveis represálias que o governo local possa tomar contra ele. John fez um discurso de quase dois minutos, no qual criticou abertamente as medidas do governo de Vladimir Putin . A apresentação foi dedicada ao jovem Vladislav Tornovoi, que foi torturado e morto no começo de 2013 por ser homossexual.

CURTA O IGAY NO FACEBOOK 

“Vocês sempre me abraçaram, me acolheram, nunca me julgaram e me receberam de braços abertos. Então fiquei absolutamente chocado com as leis anti LGBT russas, mas é desumano se isolar. Quero mostrar a eles e ao mundo que eu me importo e que não acredito em isolar as pessoas”, discursou o astro. 

“Muitas pessoas pediram que eu não viesse, mas muitas outras pediram que eu viesse”, prosseguiu ele, falando dos debates que a sua presença no pais provocaram.  

“Música é algo poderoso, une pessoas independente de sua idade, raça, sexualidade ou religião... então olhe para o lado e veja pessoas de todas as cores, gays, heterossexuais. Estamos todos aqui em harmonia, como uma grande família feliz e uma sociedade forte”, continuou John.  

“O espírito que compartilhamos essa noite é o que constrói um futuro de igualdade, paixão e compaixão para meus filhos e seus filhos. Mantenham esse espírito em sua vida e em seus corações. Desejo-lhe amor e paz , saúde e felicidade", concluiu. 

Confira o discurso do cantor no show em Moscou:



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.