Em convite público publicado no jornal, Mix Brasil, evento organizado por André Fischer, chamou figuras conhecidas como homofóbicas para participar do festival. Será que eles vão?

Evento acontece entre 7 e 12 de outubro em São Paulo
Divulgação
Evento acontece entre 7 e 12 de outubro em São Paulo


Em maio passado, o Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade começou de forma ousada e criativa sua campanha de divulgação do evento. A estratégia para chamar atenção se provou eficaz: convites públicos e nominais, feitos por meio de anúncios de página inteira publicados na "Folha de S. Paulo", falavam diretamente com personalidades conhecidas por seus discursos homofóbicos, como os deputados Marco Feliciano   (PSC-SP) e Jair Bolsonaro   (PP-RJ) e a cantora Joelma ., vocalista da banda Calypso. O convite era para que eles comparecessem à abertura do festival, este ano em sua 21ª edição, que acontece nesta quinta (7).

Em entrevista ao iG, Andre Fischer  , um dos presidentes do evento, falou sobre a campanha e a negociação que está em curso com Feliciano para que ele participe de um debate. “A proposta original era fazer seis convites a personalidades consideradas homofóbicas com as cores do arco-íris, para gerar debates acerca da diversidade. Acabamos realizando quatro, ao Feliciano, ao Bolsanaro, à Joelma e o último ao presidente (da Rússia) Vladimir Putin ”, explica André.

CURTA O IGAY NO FACEBOOK 

Feliciano disse que vai, Bolsonaro disse que vai para 'converter homossexuais'

“O Feliciano respondeu até de forma educada, dizendo que compareceria. Estamos negociando sua participação para um debate, que faz mais sentido do que a presença dele na abertura, mas ainda não conseguimos bater agenda. Bolsonaro respondeu direto para a imprensa, falando que compareceria para ‘converter homossexuais’, portanto nem consideramos sua participação. E a Joelma nem respondeu, assim como o Putin, o que já era esperado, por ter sido um convite mais simbólico”, relata o diretor. Putin foi incluído na lista por conta das controversas políticas antigays que governo russo que vêm sendo adotadas nos últimos meses.

O fato é que a campanha teve muita repercussão. André conta que o viés bem humorado dos anúncios foi entendido pela maioria, mas gerou resposta negativa também. “A intenção era fazer uma aproximação, mas fomos criticados por pessoas que acharam que estávamos dando espaço para essas figuras. Espaço eles já têm, o importante para a gente é o diálogo mesmo”.

A 21ª edição do festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade começa na próxima quinta-feira, (7), e se estende até o dia 17 em São Paulo. O Rio de Janeiro recebe o evento entre 14 e 21.

Com uma programação recheada de cinema, teatro, música e literatura, o festival traz 140 filmes divididos em 24 mostras cinematográficas. Os locais da exibição em São Paulo são Centro Cultural São Paulo, Espaço Itaú de Cinema, CineSesc, Galeria Olido, Cine Sabesp e uma sessão aberta no Largo do Arouche.

Confira os filmes imperdiveis que integram a programação do festival: 


CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA NO SITE DO FESTIVAL



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.