Autora Maria Adelaide Amaral diz ao iGay que Filipinho voltará para resolver triângulo amoroso com Peixinho e Xande

Autora da trama “Sangue Bom”, ao lado de Vincent Villari, a escritora Maria Adelaide Amaral confirmou ao iGay a informação de que o personagem gay Felipinho ( Josafá Filho ) vai mesmo deixar a trama por um tempo, como foi veiculado por alguns órgãos de imprensa na última semana. Mas o afastamento do personagem não significará que a homossexualidade deixará de ser abordada na história.

CURTA O IGAY NO FACEBOOK

“A saída temporária do Filipinho servirá para movimentar a trama de seus familiares e promover a discussão sobre o preconceito que ainda existe em relação à homossexualidade”, explica Maria Adelaide.

Filho de Rosemere ( Malu Mader ), Filipinho está em pleno processo de aceitação da própria homossexualidade. Apesar de outros personagens de “Sangue Bom” tentarem abordar a questão com ele, o rapaz ainda não consegue admitir para si mesmo sua orientação sexual. A própria mãe do personagem ainda tem muita dificuldade em lidar com o assunto.

“A saída temporária do Filipinho servirá para movimentar a trama de seus familiares e promover a discussão sobre o preconceito que ainda existe em relação à homossexualidade” (Maria Adelaide Amaral)

A questão ficou mais latente desde que Filipinho se aproximou do assistente de produção Peixinho ( Júlio Oliveira ), que em cena recente provocou o personagem de Josafá, dizendo: “Você vai me bater ou me beijar?”.

Rosemere reagiu mal a essa aproximação, a ponto de pedir que Peixiinho se afaste do seu filho, em cena do capítulo do último sábado (24). “Eu sei o que você está querendo, mas o Filipinho não é que nem você. Não que eu tenha preconceito, mas o meu filho é hétero! Então, não perde mais o seu tempo, tá?”, disparou a personagem de Malu, que continuou. “Só porque você é gay, acha que todo mundo também é? O Filipinho é muito macho, viu?”.

Para complicar o cenário, Filipinho nutre uma paixão mal disfarçada pelo machão Xande (Felipe Lima). Maria Adelaide promete uma solução em breve para esse conflito. “Quando Filipinho voltar, o triângulo formado com Peixinho e Xande terá uma resolução”, revela a autora, sem dar mais pistas de como isso se dará.

O triângulo Peixinho, Filipinho e Xande terá uma definição quando o Filipinho voltar a trama
Divulgação/TV Globo
O triângulo Peixinho, Filipinho e Xande terá uma definição quando o Filipinho voltar a trama


Nos próximos capítulos, Filpinho, que é aspirante a ator em “Sangue Bom”, vai sair do armário para a família e também para a imprensa. Depois disso, ele viaja para Nova York para estudar teatro musical. A volta do personagem deve acontecer por volta do capítulo 140. Nesta segunda-feira (25), a novela exibe o de número 102.

Intérprete de Filipinho, Josafá entende que a maturidade tardia de seu personagem tem a ver com a relação dele com Rosemere. “Grande parte da inocência do Filipinho é fruto da superproteção da mãe. Na tentativa de preservar, ela priva o filho de amadurecer através de suas próprias experiências e frustrações”, analisa o ator, que vive pela primeira vez um homossexual.

Entusiasmado com o personagem e com a novela, Josafá elogia a condução da questão da homossexualidade em “Sangue Bom”. “A grande maestria da trama, da forma como está sendo contada, é desmistificar o gay como algo estranho, distante do convívio, ou exótico aos olhos da sociedade. Ele é um bom garoto, um garoto simples de bairro, querido por todos e também gay. Simples assim”, constata.

Na expectativa que o público receba bem o fato de Filipinho se assumir gay, Josafá espera também um final para o personagem. “Torço pra que ele realize os sonhos dele, se aceite e siga em frente em busca de uma vida feliz”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.