Bradley Manning, que vai cumprir pena pelo vazamento de documentos secretos do governo americano, disse que pretende começar a terapia hormonal imediatamente, e pede para ser chamado de Chelsea Manning. "Eu sou Chelsea. Eu sou uma mulher", declarou.

Bradley Manning e sua identidade feminina, Chelsea
Reprodução
Bradley Manning e sua identidade feminina, Chelsea

O soldado americano Bradley Manning , condenado a 35 anos de prisão pelo vazamento de documentos secretos do governo, declarou que vai começar imediatamente uma terapia hormonal para assumir sua identidade feminina e passar a ser conhecida como Chelsea Manning.

“Eu sou Chelsea Manning. Eu sou uma mulher”, escreveu ele em uma declaração lida no programa de TV americano “Today Show". “Considerando a maneira como eu me sinto desde a minha infância, quero começar a terapia hormonal o mais rápido possível. Espero conseguir o apoio de todos na minha transição.”

Manning prossegue: “Também peço que, a partir de hoje, todos se refiram a mim pelo meu nome e usando o pronome feminino (exceto na correspondência oficial que for enviada à prisão). Estou ansioso para receber cartas daqueles que apoiem a minha decisão e ter a chance de escrever de volta.”

O advogado de Manning, David Coombs , disse no programa de TV que Manning esperou até agora para anunciar sua transição para não interferir no seu caso criminal. O desajuste de gênero de Manning tem sido bastante documentado. Em determinado momento de sua carreira no exército, ele confidenciou em um e-mail enviado ao seu supervisor a confusão relativa à sua identidade sexual, em que anexou uma foto sua vestido de mulher.

Coombs disse ainda que espera que a prisão de Fort Leavenworth faça a “coisa certa” e providencie o medicamento necessário para que sua terapia hormonal em sua recanto. Se não, ele está disposto a lutar pelos direitos de seu cliente.

Coombs disse não saber se Manning pretende se submeter à cirurgia de mudança de sexo. Segundo ele, o objetivo maior na mudança de sexo não é ser preso em uma penitenciária feminina, mas sim possibilitar que Manning fique confortável com seu próprio corpo.

O colunista do iGay Jean Wyllys escreveu sobre o sofrimento por que passam os transexuais e a dificuldade que enfrentam para ter sua identidade de gênero reconhecida. "O processo é tão difícil que o torna análogo à impossibilidade."  Leia aqui.

,

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.