No fim de semana do Dia dos Pais, relembre personagens marcantes da ficção



Aproveitando este fim de semana do Dia dos Pais, vale relembrar exemplos marcantes de paternidade gay da ficção. Como é o caso Hal Field, papel de Christopher Plummer no filme “Toda Forma de Amor” (2010). A performance dele como simpaticíssimo pai do personagem de Ewan McGregor , que sai do armário tardiamente, mereceu Oscar de melhor ator coadjuvante.

Não menos divertido é o pai drag queen da inesquecível comédia "Priscila, a Rainha do Deserto" (1994). Na produção, o ator Hugo Weaving interpreta uma performer, que ao lado de dois amigos, faz uma viagem louca de ônibus pelo deserto da Austrália. No fim da travessia, ele descobre que tem um filho.

CURTA O IGAY NO FACEBOOK 

Pais com um estilo mais escrachado também aparecem no longa "The Birdcage - A Gaiola das Loucas" (1996). Na trama, Robin Williams e Nathan Lane dão vida, respectivamente, aos parceiros Armand e Albert. Na cena mais divertida da comédia, o primeiro se traveste de mãe para agradar o filho do casal, que tem medo de chocar a família conservadora de sua noiva.

Mas nem só de comédia vive a paternidade na ficção, que também tem cenas tocantes nos dramas. Com é o caso do filme "Baby Love" (2008), no qual o ator Lambert Wilson interpreta o pediatra Emmanuel Bernier, que encontra na jovem Josefina (Pilar López de Ayala) a oportunidade de ser pai, já que ela topa lhe ‘emprestar’ a barriga.

Em “Patrick, Idade 1,5” ,  um casal gay queria adotar um bebê, mas acaba ficando com um adolescente homofóbico
Divulgação
Em “Patrick, Idade 1,5” , um casal gay queria adotar um bebê, mas acaba ficando com um adolescente homofóbico


Da Suécia, o filme “Patrick, Idade 1,5” (2008), traz um história inusitada de paternidade. Por conta de um erro em documentação, o casal Göran ( Gustaf Skarsgård ) e Sven ( Torkel Petersson ) acaba adotando um adolescente homofóbico de 15 anos em vez de um bebê de 1 ano e meio.

Veja na galeria acima mais fotos e detalhes dessa e de outras tramas sobre a paternidade gay.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.